Kim Kardashian obtém ordem de restrição contra 'stalker' que lhe enviou anel de noivado

·1 minuto de leitura
 credit:Bang Showbiz
credit:Bang Showbiz

Kim Kardashian conseguiu na Justiça uma ordem de restrição com a duração de cinco anos contra um homem que lhe enviou um anel de noivado e uma pílula do dia seguinte.

A estrela de reality show, de 40 anos, obteve uma medida protetiva que instrui o suspeito, identificado como Nicholas Costanza, a não entrar mais em contato com ela e a permanecer a uma distância de pelo menos 100 metros da empresária.

De acordo com o portal de notícias ‘TMZ’, a advogada de Kim, Shawn Holley, apresentou documentos processuais explicando que Costanza apareceu no condomínio fechado da bilionária nos meses de fevereiro e maio, e disse aos seguranças do local que iria levar Kim para um jantar.

A equipe de proteção interceptou o pacote contendo o anel de diamante e as pílulas antes que Kim o recebesse. Além disso, o homem também teria criado uma certidão de casamento e assediado Kim online.

A socialite já havia recebido recentemente uma ordem de restrição temporária contra outro suposto perseguidor que queria “ter um relacionamento físico” com ela. Kim ficou “assustada” depois que Charles Peter Zelenoff, de 32 anos, conseguiu encontrar sua casa e “gravou vídeos do lado de fora da propriedade”. A morena alegou, ainda, que o homem estava ficando cada vez mais frustrado por não conseguir entrar.

A estrela admitiu ter ficado bastante receosa, “porque nunca compartilhou seu endereço”. Após o incidente, Zelenoff recebeu ordens de ficar a pelo menos 100 metros de distância de Kim por tempo integral.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos