Kim Kardashian nega ter danificado vestido de Marilyn Monroe no Met Gala

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A socialite Kim Kardashian negou que tenha danificado o vestido histórico de Marilyn Monroe que ela usou no tapete vermelho do Met Gala neste ano.

Depois de chamar a atenção com a peça, usada pela dona original em 1962, numa homenagem ao presidente John Kennedy, mais recentemente, surgiram fotos mostrando supostos danos, como rasgos e cristais faltantes, que teriam sido provocados pelo porte robusto da modelo.

Na última semana, o museu Ripley's Believe It or Not!, dono atual da peça, já havia negado as acusações que circularam pela internet. "Não, o Ripley's e eu trabalhamos muito bem. Havia pessoas com luvas para colocar o vestido em mim", afirmou Kardashian no programa de entrevistas Today, da rede americana NBC, nesta terça-feira.

Na entrevista, a socialite ressaltou, como já se sabe, que usou o vestido por poucos minutos, apenas no tapete vermelho do Met Gala, e teve até de usar um casaco de pele branco para tampar uma abertura que mostrava parte do seu bumbum. Depois dos flashes na entrada do evento, ela se trocou com uma réplica já adequada para suas curvas.

"Eu cheguei de robe e chinelos, coloquei o vestido na entrada do tapete vermelho, subi as escadas. Provavelmente, usei o vestido por três ou quatro minutos, e depois troquei de roupa no alto da escada", reiterou, lembrando ainda que perdeu peso para poder usar o vestido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos