Kim Kardashian e proprietário do Leeds ajudam 130 jogadoras de futebol afegãs a voar para o Reino Unido

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Kim Kardashian
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - A estrela de Reality Show Kim Kardashian e o proprietário do Leeds United, Andrea Radrizzani, ajudaram a ex-capitã da seleção feminina afegã, Khalida Popal, a trazer 130 jogadoras de futebol afegãs e suas famílias do Paquistão para o Reino Unido na quinta-feira.

Popal, que está em Copenhague, tem liderado os esforços para retirar atletas femininas do Afeganistão depois que o Taliban tomou o poder em agosto.

Popal disse no Twitter que Kardashian e sua marca de shapewear pagaram pelo voo charter de quinta-feira, que contou com várias jogadoras adolescentes. Radrizzani, por sua vez, disse: "estamos honrados por termos desempenhado nossa parte" em uma declaração no Twitter.

"Obrigado @KimKardashian e @SKIMS do fundo do meu coração por generosamente doar todos os fundos para este voo", tuítou Popal.

A Fifa disse em outubro que a retirada de um segundo grupo de 57 refugiados afegãos ligados ao futebol feminino e ao basquete, formado principalmente por mulheres e crianças, foi concluída após negociações.

Autoridades do Taliban disseram que não vão repetir a dura regra de seu governo anterior, que baniu a educação da maioria das meninas e proibiu mulheres de sairem em público sem um acompanhante masculino.

(Por Manasi Pathak em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos