Kim Kardashian abre o jogo sobre supostos danos causados a vestido de Marilyn Monroe

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Kim Kardashian e o vestido de Marilyn Monroe (Foto: Getty Images)
Kim Kardashian e o vestido de Marilyn Monroe (Foto: Getty Images)

Quase dois meses após o Met Gala 2022, Kim Kardashian quebrou o silêncio sobre a polêmica que causou ao usar um vestido original de Marilyn Monroe, aquele que a atriz escolheu para cantar “Happy Birthday” para John F. Kennedy, presidente dos Estados Unidos na época.

No programa “Today”, a empresária negou os rumores de que danificou a peça. “Não é verdade. Ripley’s [espécie de museu responsável pelo vestido] e eu trabalhamos muito bem juntos. Havia manipuladores com luvas que o colocaram em mim, foi um processo e tanto”, contou ela às apresentadoras.

“Eu cheguei ao tapete vermelho de roupão e chinelos, me troquei nos bastidores, posei para os fotógrafos e subi as escadas. Devo ter ficado com o vestido por no máximo três ou quatro minutos. Respeito muito o que ele representa para a história americana”, completou.

Kim ainda revelou que a dieta que fez para perder 7 kg em apenas três semanas e conseguir usar a peça no evento mudou seu estilo de vida, agora muito mais saudável. “Estou com menos 9 kg agora. Não estou tentando perder mais peso, nem nada do tipo, mas tenho mais energia do que nunca. Cortei o açúcar e um monte de besteiras e frituras que estava comendo”, concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos