The Killer: Sophie Charlotte vai estrelar filme hollywoodiano da Netflix; David Fincher será o diretor

Hoje (18), foi anunciado pela Netflix a data de lançamento do mais novo suspense de David Fincher, The Killer. O longa chegará à plataforma no dia 10 de novembro, contando com uma grata surpresa para os fãs brasileiros do diretor: Sophie Charlotte, atriz responsável por obras como As Brasileiras, Caras & Bocas e Fina Estampa, estará presente no filme.

Em mais um thriller arrepiante do cineasta, na trama, acompanharemos um homem solitário, frio, metódico e livre de escrúpulos. Ele espera nas sombras, observando seu próximo alvo. No entanto, quanto mais aguarda, mais começa a cogitar estar perdendo a cabeça. The Killer conta uma história noir brutal, sangrenta e, ao mesmo tempo, elegante, de um mercenário perdido em um mundo sem bússola moral. Confira abaixo o teaser:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Baseado na franquia de HQs francesas criada por Alexis Nolent, no roteiro, Andrew Kevin Walker assume a adaptação. Além de Charlotte, o elenco do filme ainda conta com Michael Fassbender, Tilda Swinton, Arliss Howard e Charles Parnell.

Vale lembrar que a obra é fruto de uma parceria de Fincher com a Netflix. Para quem não se lembra, o streaming produziu os três últimos grandes projetos do cineasta: a série Mindhunter, o documentário A Ótica do Cinema e o longa ganhador do Oscar, Mank.

Uma curiosidade interessante fica no fato de The Killer servir como o reencontro de Fincher e Walker. Antes disso, os dois haviam trabalhado juntos no aclamado Seven - Os Sete Pecados Capitais e Love, Death & Robots.

Leia o artigo em AdoroCinema

Nem Netflix, nem Amazon Prime Video: Uma das maiores séries de ficção científica vai voltar, mas quase ninguém sabe

Filme da Netflix está fazendo diretor Michael Bay ser processado: “Não vou me declarar culpado por isso”

Criador revela qual seria o final daquela série cancelada injustamente pela Netflix

"Eu me importo menos com isso do que ter cigarros apagados nos meus olhos": Um dos melhores filmes de David Fincher poderia ter uma sequência, mas nunca o veremos