Key Alves ganha mais no OnlyFans do que no vôlei; veja 10 atletas no site

UOL/FOLHAPRESS - A rede social OnlyFans virou uma forma de pessoas fazerem um dinheiro extra. A matemática é simples: pagamento em troca de conteúdos adultos. Em meio a isso, ela caiu no agrado inclusive de atletas profissionais, que relataram ganhar mais dinheiro no site do que na profissão -como a jogadora de vôlei Key Alves.

Para consumir as imagens que são publicadas, é preciso desembolsar um valor, que varia e é sugerido pelos próprios criadores de conteúdo. Durante a pandemia, a OnlyFans se popularizou. Atualmente, são mais de 150 milhões de usuários e 5 milhões de criadores de conteúdo cadastrados. Entre eles, muitos atletas.

Confira 10 deles, entre nacionais e internacionais:

Amanda Costa

Em seu perfil no site OnlyFans, Amanda Costa se descreve como ex-jogadora de basquete, musa do Coritiba e produtora de conteúdo erótico. "Posto fotos e vídeos diariamente sem censura", enaltece. Ela já foi considerada uma revelação do basquete de Ribeirão Preto.

Em 1997, com 13 anos, foi selecionada para jogar pelo Microcamp, que na época contava com a armadora Magic Paula no elenco. Em 2005, já como profissional, foi vice-campeã do Campeonato Paulista com o Ribeirão Preto, após perder a final para o Ourinhos.

Atualmente casada com um engenheiro americano, mora nos Estados Unidos e fatura até R$ 40 mil mensais com a venda de conteúdo na plataforma.

Key Alves

Key Alves, 22 anos, é a atleta profissional de vôlei mais seguida do mundo no Instagram, com 2,3 milhões de seguidores. E não é apenas lá que ela faz sucesso. Suas fotos na página de conteúdo adulto OnlyFans são comercializadas mundo afora. Segundo ela, os rendimentos têm sido maiores que os da prática esportiva.

Reserva no time do Osasco, está no terceiro ano na equipe profissional e não pensa em abandonar o esporte, mas confessa que o mundo da internet tem crescido de forma exponencial.

Segundo Key, a maior renda que possui hoje é oriunda dos conteúdos promovidos e vendidos através das redes. Ela diz ser, além de atleta, modelo, influenciadora e empresária, já que mantém alguns negócios.

Alysha Newman

Loira, de olhos claros e com sorriso largo. Assim é a canadense Alysha Newman. A atleta que disputou o salto com vara nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, também está na OnlyFans. No ano passado, quem quisesse ver as fotos da atleta precisava desembolsar US 20.

Alysha também esteve nos Jogos Olímpicos de 2016. Nos Jogos da Commonwealth de 2018, ela venceu no salto com vara feminino, quando estabeleceu um novo recorde dos Jogos de 4,75 metros.

Renèe Gracie

Com 223 posts e 20,2K likes, Renèe Gracie conquista novos fãs a cada dia. A piloto australiana se aposentou do automobilismo, em 2017, quando começou a produzir conteúdos para a OnlyFans. A morena, que foi dispensada pela Dragon Motor Racing faltando quatro etapas para o fim da temporada de 2017 da Super2 Series, já faturou mais de dois milhões de reais por mês, através de seus materiais.

A modelo investe em carros de luxo e imóveis de alto valor no mercado. Em uma das propriedades, por exemplo, ela pagou US$ 1,33 milhão, o equivalente a R$ 6,87 milhões.

O sucesso obtido na nova área de atuação a deixa distante das pistas. Em entrevista ao The Sun, ela afirmou que, após ganhar alguns "não" em diversas categorias, permanecerá na produção de seus conteúdos.

"Na Austrália, as corridas seguem regras muito antigas. Não há pessoas que não sejam brancas, não há mulheres. Não há pilotos abertamente gays. Isso é tudo por causa das pessoas e do ambiente. Então, ter as portas fechadas não foi um choque", disse.

Madelene Wright

Sem clube desde que foi dispensada pelo Charlton, há dois anos, a jogadora Madelene Wright, de 23 anos, já chegou a ganhar R$ 3,5 milhões em um único ano, quantia levantada através da venda de imagens no site OnlyFans.

Desligada do clube após aparecer bebendo champagne enquanto dirigia uma Land Rover, conta com mais de 340 mil seguidores no Instagram. Em entrevista ao jornal The Sun, afirma que pretende continuar jogando futebol e abrir seu próprio negócio.

Felice Herrig

Felice Herrig, de 37 anos, é lutadora de UFC que, depois de sofrer lesões, precisou se aposentar e, com isso, buscar uma nova fonte de renda. Fora dos octógonos, partiu para o OnlyFans. Por lá, conta que é paga semanalmente e ganha mais dinheiro do que quando lutava. No MMA profissional, contabiliza 14 vitórias e 10 derrotas.

"Ganho um dinheiro ridículo no OnlyFans. Por outro lado, isso acontece porque trabalhei duro para construir um nome, uma marca e uma imagem, mas também é bom porque me permitiu trabalhar na recuperação que eu precisava fazer", afirmou ao podcast 'The Fighter vs. The Writer'.

Fábio Braz

Ex-jogador com passagens por Vasco e Corinthians, Fábio Braz, de 43 anos, é bastante conhecido nas redes sociais. A fama na internet abriu as portas para o OnlyFans, onde ele produz conteúdo adulto. Ele, que já posou para a G Magazine, diz que o público gay é o seu principal consumidor.

Em entrevista à revista Quem, afirmou que é uma pessoa privilegiada. "Modéstia à parte, porque não encontram um instrumento desse por aí. É bem diferente mesmo (risos). Esquece".

Tony Bellew

O ex-boxeador inglês Tony Bellew começou a fazer conteúdos no OnlyFans em 2021. Só que, diferente da maior parte das pessoas que mantêm um canal na rede para conteúdos eróticos, o ex-pugilista fala sobre saúde física.

"São vários clipes sobre condicionamento físico, treinamento e apenas conversas do dia-a-dia sobre a vida", disse ele.

Liz Cambage

Estrela do basquete, a jogadora da seleção australiana e do Las Vegas Aces, Liz Cambage, aderiu ao OnlyFans no ano passado. A esportista já estampou as páginas da revista Playboy, posou nua para a Body Issue da Sport Illustrated e, por meio do Instagram, já costumava postar imagens sensuais.

Militante no movimento "Black Lives Matter", que iniciou após a morte de George Floyd, ela chegou a brincar com o treinador da NBA, Chris Johnson, no Instagram, sobre a plataforma: "A quantidade de dinheiro que eu poderia ganhar com o OnlyFans é uma loucura. O que estou fazendo sentado aqui?"

Ashley Harkleroad

Após uma década da aposentadoria, a ex-tenista número 39 do mundo está no OnlyFans. A norte-americana Ashley Harkleroad, de 37 anos, já posou para a Playboy no auge da sua carreira no esporte, em 2009, enfrentou Maria Sharapova e Serena Williams em competições e, agora, encara um novo desafio.

Ela cobra 8 libras, o equivalente a R$ 50, aos assinantes, que podem ver um conteúdo diferente da ex-tenista. Em sua bio, descreve-se como "desportiva, sedutora, brincalhona e divertida".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos