Katy Perry tem emails vazados em que xinga homônima de 'vagabunda idiota'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 28-09-2015, 13h00: Show da cantora Katy Perry, no palco Mundo, durante o setimo e ultimo dia do festival Rock in Rio que acontece na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. Esse ano o evento completa 30 anos de historia. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 28-09-2015, 13h00: Show da cantora Katy Perry, no palco Mundo, durante o setimo e ultimo dia do festival Rock in Rio que acontece na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. Esse ano o evento completa 30 anos de historia. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora Katy Perry, 37, está sendo processada por uma estilista cujo nome também é Katie Perry por violação de marca registrada. A artista, inclusive, teve vários emails vazados em um tribunal de Los Angeles nos quais chama de "vagabunda idiota" a pessoa que entrou na Justiça contra ela.

Segundo o Daily Mail, as mensagens serviram de prova. A estilista é dona das marcas de roupas KP. Porém, a cantora pede que ela encerre essa grife ou mude de nome.

A disputa judicial é antiga, datada de 2009, quando a estilista divulgou mensagens com ameaças a ela pela equipe de Perry. Empresário da cantora, Steven Jensen compareceu à corte e deu a versão da artista a respeito do xingamento vazado.

"A Katy Perry é uma artista. Artistas são pessoas passionais. Emoções são o que guiam seus talentos. Foi uma resposta passional que não era direcionada à acusadora", defendeu.

Segundo ele, Katy Perry estava chateada com a busca da estilista por publicidade com essa situação. Após a defesa, foi mostrado outro email em que Katy Perry se refere à profissional e diz: "Essa vagabunda não para".

Jensen chegou a enviar notificações à estilista australiana exigindo que ela encerrasse os registros da marca. Na corte, o empresário assumiu que errou e que a situação fugiu do controle.

Em entrevista recente à imprensa australiana, Katie disse que trata-se de uma luta entre Davi e Golias. "Estou lutando não apenas por mim, mas por todos os pequenos empresários que podem ser atacados por grandes entidades com muito mais poderio financeiro que nós temos", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos