Kate Moss foi vítima de assédio aos 15 anos

***ARQUIVO***SAO PAULO - SP - 10.04.2015 - Kate Moss. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)
***ARQUIVO***SAO PAULO - SP - 10.04.2015 - Kate Moss. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - É tarefa das mais árduas encontrar uma mulher que nunca tenha sido vítima de algum abuso ou assédio. A ex-modelo britânica Kate Moss, 48, revelou em entrevista à rádio BBC que passou a fazer parte desta triste estatística quando ainda era adolescente e dava seus primeiros passos na carreira.

Ela contou que tudo aconteceu durante uma sessão de fotos para um catálogo de sutiãs. "Eu tinha apenas 15 anos, provavelmente, e ele disse: 'Tire sua blusa'. Daí eu tirei. E eu era muito tímida em relação ao meu corpo", contou a britânica. "Então ele disse: 'Tire seu sutiã'. Eu senti que tinha alguma coisa errada, então peguei minhas coisas e fugi. Foi horrível."

Moss assinou seu primeiro contrato aos 14 anos, em 1988. Quatro anos depois, viveu outra situação que ela classificou como "desagradável" ao posar somente de calcinha para a Calvin Klein, junto ao ator Mark Wahlberg. A ex-modelo contou que estava se sentindo "extremamente vulnerável" e com medo e precisou tomar um calmante para terminar o trabalho.

Hoje dona de sua própria agência, ela diz que em sua empresa as modelos contam com todo o seu apoio para denunciar e recusar propostas ou situações que possam deixá-las desconfortáveis. Entre as agenciadas está Lila, 19, sua filha, fruto do casamento com o jornalista britânico Jefferson Hack, fundador da revista Dazed and Confused.

"Eu cuido das minhas modelos. Eu me certifico de que elas estejam com seus agentes nas filmagens para que haja alguém lá para dizer: 'Não acho que isso seja apropriado'", contou Moss na entrevista ao programa de rádio Desert Island Discs, da BBC.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos