Karoline Lima e Éder Militão entram em acordo de pensão da filha após polêmica. Saiba quanto jogador terá que pagar

Após algumas polêmicas sobre o valor da pensão que Éder Militão poderia dar à Cecília, sua ilha com Karoline Lima, o ex-casal finalmente se resolveu. O jogador e a influenciadora entraram em um acordo sobre valores e gastos que ele teria que arcar para a filha.

Karol se mudou com a filha para o Brasil no final do mês passado, com a permissão do jogador. De acordo com a decisão da Justiça, o zagueiro terá que pagar seis salários mínimos (R$ 7.272,00) para a alimentação de Cecília.

Além disso, Éder Militão concordou em arcar com os custos da educação da filha e de atividades extracurriculares ilimitadas. Plano de saúde, salário da babá e empregada doméstica também serão pagos pelo jogador.

Por fim, o atleta pagará R$ 10 mil para ajudar nos custos da moradia da filha, além de disponibilizar um carro para Karoline Lima transportar Cecília. Em troca, Éder tem o direito de ver a menina sempre que quiser.

Karoline Lima é acusada de usar pensão da filha em benefício próprio

Logo nos primeiros dias no Brasil, Karoline Lima resolveu fazer uma mudança no visual. Ao postar a foto do novo cabelo na web, a influenciadora foi acusada de usar o dinheiro da pensão da filha para pagar os próprios luxos.

Ao ver as acusações, Karoline Lima usou da ironia para se defender. "Ih gente tão achando que eu tô arrumando meu cabelo com dinheiro de pensão. Amor, se você soubesse quanto...

Veja mais


Veja também

Éder Militão diz que só pode pagar R$ 6 mil de pensão. Veja quanto jogador deveria ganhar para dar esse valor
André Gonçalves, após noite preso, afirma não ter dinheiro para pagar dívida de pensão de R$ 350 mil
André Gonçalves é preso por processo das filhas e sai da cadeia com tornozeleira. Detalhes!