Por que estão dizendo que Karol Conká tem mitomania?

·5 minuto de leitura
Alguns internautas têm comentado que Karol Conká demonstra sinais de mitomania (Foto: Reprodução)
Alguns internautas têm comentado que Karol Conká demonstra sinais de mitomania (Foto: Reprodução)

A história aconteceu de um jeito, mas é contada de outro. Não foi ela que quis beijar o cara, mas, sim, o contrário, e ela resistiu até onde deu. Quem disse que nenhuma menina da casa foi comemorar a primeira líder mulher da edição foi ela, mas na hora de falar com outra pessoa, jogou o comentário na boca de uma terceira. Na casa mais vigiada do Brasil, no 'Big Brother Brasil 21', da Globo, Karol Conká virou assunto não pela lacração, mas pela trama de inconsistências que tem gerado.

Os dois casos relatados acima, de fato, aconteceram. No rolo com Arcrebiano, ficou claro país afora que ela foi para cima do brother atrás de um beijo, e o desconforto da situação até levantou a discussão se não seria o caso de assédio. Depois, conversando com Carla Diaz para pedir desculpas, porque a história teve um desenrolar bizarro, ela comentou que resistiu até onde deu, pois foi o brother que correu atrás dela em primeiro lugar.

Leia também

No segundo caso, já no quarto do líder, Karol comentou com Lumena e Nego Di: "Primeira mulher líder da casa e a mulherada não tá nem aí. O nome disso é recalque". Em seguida, numa conversa com Juliette, a situação mudou um pouco, e ela falou "Ele [Nego Di] disse 'Primeira mulher líder e nenhuma das meninas tão aqui'. Eu falei 'É óbvio'", e a conversa continua.

Muita gente tem se manifestado nas redes sociais sobre o que acontece com o comportamento de Karol na casa, e foram levantadas hipóteses inclusive de mitomania, outro nome para a mentira patológica.

O que é mitomania?

Pois bem, assim como dizem os nomes, a mitomania ou mentira patológica é um distúrbio psicológico no qual o paciente tem uma compulsão por mentir. Todo mundo já contou uma mentira ou outra, de maior ou menor grau. De acordo com os estudos sobre o comportamento humano, a mentira faz parte da mentalidade individual e até mesmo da natureza - a mudança de cor do camaleão, por exemplo, pode ser considerada uma forma de mentira.

"Mitomania é o nome dado à compulsão por mentir. Diferentemente do delírio, no qual a pessoa não tem consciência de que o descolamento da realidade está ocorrendo, no caso do mitômano ele é feito de maneira consciente, porém involuntária. É como se houvesse um descompromisso com a verdade, uma relativização que pode sempre ocorrer para que a pessoa recrie a história de acordo com a posição que ela quer que os outros a vejam, sempre de destaque, comumente a de herói ou de vítima", explica o psicólogo e psiquiatra Ronaldo Coelho.

É claro que não podemos fazer um diagnóstico da rapper tendo como elemento apenas o seu comportamento na televisão. No entanto, é verdade que ela cria histórias que vive sozinha e que não batem com os fatos como acontecem. A briga com Carla Diaz, aliás, é um exemplo claro disso. Ela criou na mente um suposto interesse de Carla por Arcrebiano e gerou um desconforto generalizado e discussões que não faziam sentido.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ainda assim, a pessoa que sofre de mitomania se diferencia por alguns aspectos."Os fatos narrados tendem a ser verossímeis e ancorados na realidade", diz Ronaldo. "Há uma mescla de fatos reais e distorções pontuais onde comumente não se consegue perceber o objetivo direto de tirar vantagem de alguma situação pontual, o que costuma ser o motivo da mentira esporádica, com pessoas não compulsivas. Na mitomania, a pessoa mente 'de graça' aos olhos de quem vê de fora, e o objetivo tem mais a ver com um interesse em aparecer numa posição de superioridade em relação aos outros".

Ah, e mais um detalhe que vale o reforço: os mitomaníacos costumam ter plena consciência de que estão mentindo, por mais que não pareça - se não fosse assim, teríamos que dizer que eles estão delirando e não mentindo. Vale lembrar também, que a mentira, no caso do mitomaníaco, não é estratégica, mas compulsiva - a pessoa não consegue se controlar e mente até chegar a extremos, com problemas na justiça, com amigos ou familiares próximos, por exemplo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A questão do diagnóstico é a mais complexa porque não é comum pessoas que sofrem de mitomania se tornarem pacientes psicológicos ou psiquiátricos por causa disso - pode acontecer de irem ao consultório por alguma outra questão, muitas vezes decorrente de suas mentiras. Por isso, manter-se atento às inconsistências ou detalhes que não batem em uma história é o mais importante para entender quando uma pessoa está indo além da realidade dos fatos.

"As hipóteses de investigação clínica que devem ser percorridas para se entender os motivos da mitomania vão na direção de mapear a relação com a verdade sobre si mesmo, a relação com o que Freud chamou de Ideal de Eu e Eu Ideal, que pode guardar aí sentimentos de desvalia e inferioridade, baixa autoestima, inveja e impotências de diversos tipos", continua o psiquiatra. "Deve ser considerado que o mentiroso compulsivo, em última instância, pode estar mentindo sobre o que ele é, inclusive para si mesmo, por um sentimento de incapacidade de conseguir ser tudo o que quer".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No mais, se Karol queria causar no programa de televisão, ela com certeza tem conseguido. Seu comportamento explosivo e seus relatos não condizentes sobre o que acontece na casa, no mínimo, têm gerado questionamentos e dúvidas sobre o que é aceitável ou não no convívio social. Resta esperar e observar, qualquer conclusão, se for necessária, que fique a cargo dos profissionais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos