Karol Conka agita público da Parada LGBT e declara: "Eu sou livre"

Foto: AgNews

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das atrações da Parada LGBT deste domingo (23), em São Paulo, é a Karol Conka. De cima do trio, ela cantou os seus sucessos e brincou com o público. "Estou toda lambida, vocês todos estão me lambendo. Eu sou livre", afirmou.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

As cantoras Iza e Gloria Groove também se apresentam na festa, que recebe Fernanda Lima, Thammy Miranda, Bruna Linzmayer e Maria Casadevall, além da cantora Luiza Sonza.

Leia também

Pelo Instagram, a apresentadora Fernanda Lima, que é madrinha da Parada, lembrou que a festa deste ano é dedicada aos "50 anos de Stonewall", um conflito que aconteceu em 1969 em um bar nos Estados Unidos. Foi a primeira vez que a comunidade LGBT se juntou para resistir aos maus tratos e violências sofridos e, por isso, a data se tornou um marco para o movimento LGBTI+.

"Quando a polícia decidiu realizar mais uma de suas violentas invasões no Stonewall Inn, um bar queer de Nova York em 1969, não esperava que o público se revoltaria. Liderado por uma mulher transgenere negra, chamada Marsha P. Johnson, a revolta daria início a um dos marcos na luta pelos direitos LGBTs no mundo", escreveu a apresentadora.

Ela ainda afirmou que muita coisa já mudou, mas ainda é preciso lutar contra o preconceito. "Não vamos parar, até que a mudança de fato aconteça" O jornalista Marcelo Tas também já subiu no trio e publicou nas redes sociais: "Nosso orgulho é lutar por direitos humanos". O filho de Tas, Luc, é transexual. Além dele, Thammy Miranda, Marta Suplicy e a atriz Maria Casadevall já estão circulando pela avenida.