Kanye West faz voto de silêncio e jejum de sexo por um mês após polêmicas

Kanye West para de falar e abdica de sexo por um mês em ‘jejum’ credit:Bang Showbiz
Kanye West para de falar e abdica de sexo por um mês em ‘jejum’ credit:Bang Showbiz

Kanye West está abdicando de falar, fazer sexo, assistir a filmes de conteúdo adulto e consumir álcool por um mês.

O rapper de 45 anos foi ao Twitter para revelar que está fazendo um “voto de silêncio" como parte de um detox de 30 dias, que o impedirá de falar com qualquer pessoa durante o período de greve.

"Estou fazendo uma limpeza de 30 dias", escreveu Kanye. "Um jejum verbal. Sem álcool. Sem filmes adultos. Sem relações sexuais. Em Deus nós louvamos. Amém. Mas meu Twitter ainda está pegando fogo. Eu não vou falar com ninguém por um mês", acrescentou ele.

Porém, minutos depois de postar a mensagem, o rapper compartilhou vários tuítes.

"Estou com um pouco de sono, mas amanhã… prometo que vai ser tudo discurso de amor galera, prometo", concluiu ele.

Isso ocorre depois que Kanye foi suspenso do Twitter no mês passado - por postar uma mensagem antissemita – mas o novo proprietário do Twitter, Elon Musk, confirmou que a conta do artista havia sido restaurada.

O empresário de 51 anos - que recentemente adquiriu o Twitter em um acordo de 44 bilhões de dólares - escreveu na plataforma: "O Twitter formará um conselho de moderação de conteúdo com pontos de vista amplamente diversos".

"Nenhuma decisão importante de conteúdo ou restabelecimento de conta acontecerá antes que o conselho se reúna. (sic)", completou.

Em resposta, uma conta o questionou: "Então, por que você já restaurou a conta de Kanye West? O Twitter não deveria ser uma plataforma para vomitar racismo e antissemitismo".

Elon - que é amigo do polêmico astro do rap - explicou: "A conta de Ye foi restaurada pelo Twitter antes da aquisição. Eles não me consultaram ou me informaram".