Kanye West teme que a vacina contra o coronavírus seja "a marca da besta"

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
Close-up of American rapper and producer Kanye West in the White House's Oval Office, Washington DC, October 11, 2018. He wears a red baseball cap that reads 'Make America Great Again.' (Photo by Ron Sachs/Consolidated News Pictures/Getty Images)
Kanye West em visita à Casa Branca com o boné 'Make America Great Again.' ("Faça a América Grande Novamente"), usado na campanha de Donald Trump à presidência (Photo by Ron Sachs/Consolidated News Pictures/Getty Images)

Kanye West concedeu uma polêmica entrevista à revista Forbes, publicada nesta quarta-feira (8). Reforçando o desejo de se tornar presidente dos EUA, o músico revelou que contraiu a covid-19 em fevereiro deste ano e chocou os fãs ao se dizer contra uma vacina para curar a doença provocada pelo novo coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Nós rezamos. Oramos pela liberdade. É tudo sobre Deus. Precisamos parar de fazer coisas que enlouquecem a Deus", afirmou, fazendo uma estranha comparação bíblica. "Muitos de nossos filhos estão sendo vacinados e paralisados. Então, quando eles dizem que a maneira de curar o Covid é com uma vacina, sou extremamente cauteloso. Essa é a marca da besta."

Leia também

Na mesma entrevista, Kanye revelou que gostaria de transformar os Estados Unidos em Wakanda, país fictício e majoritariamente negro visto em Pantera Negra. Ele se imagina, portanto, como o rei T'Challa, personagem de Chadwick Boseman. Apesar das boas intenções, a ideia de governo dele parece bastante confusa, incluindo potências alienígenas.

"Vou usar a estrutura de Wakanda agora, porque é a melhor explicação de como nosso grupo de designers vai se sentir na Casa Branca...", disse ele. "Essa é uma ideia promissora: você tem Kanye West, um dos humanos mais poderosos - não estou dizendo 'o mais' porque você tem muitas superpotências de nível alienígena e apenas coletivamente poderíamos libertá-la."

"Como no filme (Pantera Negra), em Wakanda, o rei foi visitar a cientista que fez os sapatos envolverem seus pés... Imagine a quantidade de inovação que poderia acontecer, a quantidade de inovação na medicina. Vamos trabalhar, inovar, juntos. (...) Será uma mistura de grandes empresas farmacêuticas e holísticas”, continuou.

E quem o ajudaria a tocar esse plano ambicioso? A sua esposa, Kim Kardashian, e Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X. "Estamos conversando sobre isso há anos", disse West, sobre o empresário sul-africano: "Propus que ele fosse o chefe do nosso programa espacial". No Twitter, Musk, inclusive declarou "total apoio" à campanha do rapper à presidência.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.