Com derrota pra Lazio na Supercopa italiana, Juve termina 2019 em baixa

RIYADH, SAUDI ARABIA - DECEMBER 22: Douglas Costa, Leonardo Bonucci, Miralem Pjanic, Cristiano Ronaldo and Aaron Ramsey of Juventus after the Italian Supercup match between Juventus and SS Lazio at King Saud University Stadium on December 22, 2019 in Riyadh, Saudi Arabia. (Photo by Daniele Badolato - Juventus FC/Juventus FC via Getty Images)

Por Clara Albuquerque (@claalbuquerque)

Octacampeã italiana, a Juventus tem sido, ano após ano, o time a ser batido no país. O início da atual temporada, no entanto, mostra que os comandados de Sarri terão que jogar mais do que têm demonstrado em campo para se manter no topo. Prova disso são as recentes derrotas para a Lazio. Depois de perder para a equipe treinada por Simone Inzaghi, no campeonato italiano, a Juventus voltou a cair diante da Lazio neste domingo. Se na primeira vez o tropeço custou a liderança do campeonato italiano, desta vez, o mesmo placar de 3 a 1 significou a perda do título da Supercopa Italiana.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Na competição nacional, a Juventus também terá que passar a virada de ano na segunda colocação. Ainda que tenha o mesmo número de pontos que a Internazionale, o saldo de gols define que o time de Milão ocupe a liderança. Os dois têm 42 pontos, mas a Inter tem um saldo positivo de 22 gols contra os 14 do time de Turim. A quantidade de gols sofridos, aliás, tem sido um dos grandes problemas da equipe. Em 24 jogos na temporada, a Juventus já sofreu 24 gols. Nos cinco anos anteriores, sob o comando de Massimiliano Allegri, a média de gols do time variou entre 0,6 e 0,8 gols por partida.

Leia também:

“Sabemos que há coisas a melhorar. Para ganhar, certamente devemos sofrer menos gols, mas, em geral, toda a equipe precisa se colocar melhor em campo. As estatísticas não são boas. É, definitivamente, um passo atrás em relação aos últimos jogos. Não tivemos brilho, não fomos rápidos nos movimentos e nas passagens e isso fez a diferença. Agora, vamos nos concentrar na Liga dos Campeões e no campeonato nacional", disse Pjanic, após a derrota para a Lazio, em Riad, na Arábia Saudita, onde a partida foi disputada

Apesar dos gols sofridos terem chamado a atenção, especialmente nos confrontos com a Lazio, a equipe treinada por Sarri tem recebido críticas também pelas atuações pouco criativas. Apesar de uma melhora no rendimento ofensivo, com Ronaldo, Dybala e Higuain como titulares, nas últimas três partidas, a Juve tem tido dificuldades no meio campo.

Aaron Ramsey e Rabiot, as duas contratações para o setor, no inicio da temporada, definitivamente não emplacaram ainda, atrapalhados também por problemas físicos. O francês foi titular em sete partidas na temporada, enquanto o galês iniciou jogando em apenas cinco oportunidades. Além dos dois, e com Khedira lesionado, Sarri tem a disposição, no momento, apenas Pjanic, Matuidi, Bentancur e Emre Can.

O Campeonato italiano faz uma pausa até o primeiro fim de semana de janeiro. A Juventus recebe o Cagliari, atual sexto colocado na competição, enquanto a Internazionale vai até o San Paolo enfrentar o Napoli. Na liga dos Campeões, a Juventus só volta a entrar em campo em fevereiro, diante do Lyon. Primeira partida na França, no dia 26. A volta acontece, em 17 de março, no Allianz Stadium. 

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter