Justin Bieber, Demi Lovato e Guns N' Roses barram fotógrafos no Rock in Rio; entenda

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 01.04.2017 - Show do cantor americano Justin Bieber no Allianz Parque, na zona oeste de São Paulo. (Foto: Avener Prado/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 01.04.2017 - Show do cantor americano Justin Bieber no Allianz Parque, na zona oeste de São Paulo. (Foto: Avener Prado/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A edição de 2022 do Rock in Rio acontece normalmente desde o início da semana, mas quem não veio ao Parque Olímpico, no Rio de Janeiro, e procura se informar sobre os shows, tem se deparado com uma questão cada vez mais frequente -não há fotos de boa parte das apresentações.

Com exceção das imagens tremidas, distantes, feitas por telefone, só é possível ver os cantores mais de perto pelas transmissões na TV.

Isso acontece porque uma lista cada vez maior de artistas tem colocado impeditivos ao trabalho dos fotógrafos. Neste ano, gente como Justin Bieber, Demi Lovato, Guns N' Roses, Jessie J e Racionais não permitiram que as imagens fossem feitas durante os shows. No fim da tarde desta sexta-feira (9), os fotógrafos ainda não sabiam se Avril Lavigne, com show às 21h15, poderia ser clicada.

Na quinta (8), o Offspring exigiu aprovação prévia das fotos de seu show. Esse processo pode durar dias e, na prática, inviabiliza o uso jornalístico das imagens. E até no palco Sunset, secundário, antes uma zona de fácil acesso para fotógrafos, agora há restrições.

Não é novidade que grandes estrelas da música não queiram ser fotografadas. O que chama a atenção no Rock in Rio, contudo, é que o número de artistas que se opõem às imagens feitas de fotógrafos profissionais, credenciados pelo evento, tem aumentado significativamente. Foi alto na edição passada, em 2019, e segue crescendo este ano.

Em geral, as bandas e cantores permitem que as fotos sejam feitas nas três primeiras músicas, mas essa não é uma regra escrita em pedra. Há casos em que apenas uma ou duas faixas são liberadas, e outros em que os fotógrafos entram no meio do show, para registrar os artistas num cenário e figurino específicos, do desejo deles.

No Rock in Rio, nos shows em que o artista não libera a presença dos fotógrafos próximos ao palco, também não é possível clicar as apresentações à distância. Isso porque, apesar de a organização não se opor ao ato, o profissional pode ser processado pelo artista em questão.

É difícil saber a razão para tanta discrição num evento presenciado por centenas de milhares, transmitido pela TV e presente na internet. Pode ser que Axl Rose não queira ser clicado em detalhes enquanto se esforça para alcançar os agudos, ou que Justin Bieber prefira esconder suas feições em meio aos problemas de saúde que vem enfrentando.

Seja como for, cada dia se torna mais difícil encontrar fotos dos shows do Rock in Rio.