Justiça não reconhece Antonia Fontenelle como herdeira de Marcos Paulo e atriz diz que vai recorrer: 'Não aceito a decisão'

Redação Vida e Estilo
A atriz afirmou que decisão de ministra do STJ é inadmissível (Reprodução/ Instagram/ @ladyfontenelle)
A atriz afirmou que decisão de ministra do STJ é inadmissível (Reprodução/ Instagram/ @ladyfontenelle)

Depois de uma longa briga judicial pela herança de Marcos Paulo, morto em 2012, a ministra Maria Isabel Galloti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o agravo em que Antonia Fontenelle pedia para ser reconhecida como herdeira do diretor. A atriz, que vivia com Marcos Paulo na ocasião de sua morte, disputa com as as três filhas do diretor o direito à herança avaliada em R$ 30 milhões e já havia tido seu direito reconhecido em uma instância inferior, em agosto de 2017.

No Instagram, após a decisão da ministra, Antonia Fontenelle postou um desabafo e informou que irá recorrer. “Mulheres perseguindo mulheres, é só isso que eu entendo, e vou continuar afirmando: CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS. Sra ministra Isabel Galloti, chegou minha hora de recorrer porque não aceito a sua decisão, uma vez que fui reconhecida como esposa. Acredito no bom senso do colegiado, esse país tem leis, e elas têm por obrigação serem cumpridas”, escreveu ela na legenda do vídeo.

Leia mais:
Joaquim Lopes desabafa sobre bullying sofrido no passado: ‘Foi um suplício para mim’
Fátima Bernardes revela onde aconteceu o primeiro beijo entre ela e Túlio Gadelha

No vídeo, Antonia explica que se sente perseguida pela ministra e que ainda acredita que pode acreditar na Justiça. “”A ministra não me reconheceu como herdeira, mas vamos recorrer ao colegiado. Ainda faltam quatro ministros. Mas, disso tudo, o que me deixa absurdamente triste é esse sentimento de perseguição. Eu me sinto muito perseguida por por mulheres. E isso é uma sensação tão ruim. Mas eu ainda acredito na Justiça. Eu tenho certeza que nem todos os ministros pensam igual a senhora, ministra. Porque naquela pilha de documentos que a senhora leu, a senhora sabe muito bem que eu fui esposa do Marcos Paulo. Então, como mulher, essa decisão é inadmissível“, disse a atriz.