Juliette sonha com show pós-pandemia: "Abraçando e cantando minhas músicas"

·3 minuto de leitura
Ex-BBB comemorou lançamento (Foto: Reprodução/Instagram/@juliette)
Ex-BBB comemorou lançamento (Foto: Reprodução/Instagram/@juliette)

Juliette Freire lançou seu primeiro EP na sexta-feira (3) e já bateu recorde no Spotify como maior lançamento nacional da história da plataforma. A ex-BBB, que é um fenômeno nas redes sociais, conversou sobre o projeto com a imprensa nesta segunda-feira (6) e revelou que o próximo passo é fazer um show para celebrar o pós-pandemia com os fãs.

"Estou me planejando. Queria encontrar sentido para tudo que aconteceu, já consegui. Queria lançar minhas músicas, já consegui. O próximo sonho é fazer um show. Quero ver as pessoas se abraçando e cantando as minhas músicas quando acabar a pandemia. Um sonho!", diz a paraibana, com brilho nos olhos.

Leia também:

Mesmo com seus fiéis 32,6 milhões de seguidores, Juliette não esperava a repercussão do EP, que ficou atrás apenas de "Chromatica", disco da americana Lady Gaga. "Não imaginei nem ganhar o 'BBB', então não imaginava isso. Fiquei assustada. Sabe a cara que fiz quando Tiago [Leifert] falou meus seguidores? Foi a cara que fiquei. Foi batendo recorde. Eu não tinha dimensão. Estou muito feliz. Só tenho a agradecer. Quando falam que os cactos [nome dado aos fãs] são muitos, eu me assusto também. Eles são maravilhosos", celebra ela.

Nesta segunda (6), o projeto ainda ganhou o seu primeiro clipe. A ex-BBB escolheu "Diferença Mara" para ter um vídeo, pois apostou na mistura de ritmos. "A gente escolheu essa música para abraçar o Brasil inteiro. Traz uma mensagem bonita de diferenças, multiplicidade do nosso país", exalta.

Apesar dos números alcançados e elogios de artistas renomados, Juliette acredita que ainda tem muito a melhorar. A começar pelo seu envolvimento nos próximos lançamentos. Ela quer compor as próprias músicas com a ajuda de amigos e pessoas que trabalham na área há bastante tempo. "Acho que vai ser ainda mais especial quando eu estiver preparada para esse momento", afirma.

O EP foi pensado antes mesmo dela sair do "BBB 21". Quando deixou o programa, a campeã ficou surpresa com a aposta de tantas pessoas em seu talento musical. Anitta, inclusive, trabalhou pesado para o lançamento do álbum. Juliette confessa que sentiu medo, mas não tinha como negar o trabalho que, além de um sonho, reunia músicas tão bonitas e uma equipe disposta em fazer tudo se tornar possível.

"Mudei uma coisa o outra que não me deixava confortável. Fui participando dessa forma com toda a equipe, produtores, Anitta. Foi ficando do meu jeitinho. Já era algo escrito especialmente para mim, ritmos que eu escutava, que falavam da minha história", conta a artista. "Se minha música está tocando as pessoas, o resto é consequência", completa, focada em fazer das críticas um combustível para se firmar na carreira.

Sobre a possibilidade de apostar em músicas mais agitadas futuramente, Juliette não descarta, mas prefere ir aos poucos. "Amo forró raiz, forró no geral, mas meu perfil é algo mais calminho, nesse estilo mais poético e suave. Não tenho tanto fôlego para cantar e dançar ao mesmo tempo. Ainda não cheguei nessa desenvoltura. O futuro Deus só sabe. Tô achando tudo muito massa", justifica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos