Juliette chora ao ver fãs acampando na porta de show em São Paulo: "Povo sem juízo"

Juliette se apresenta nesta sexta-feira (13) no Espaço das Américas, em São Paulo, e ficou emocionada ao ver um grupo de fãs acampando na porta do local para garantir um espaço na grade. São Paulo está passando por uma semana de frio atípico para a época, com temperaturas que chegam até a 6 graus.

"Minha gente, eu passei na fila do show. Tem umas 60 pessoas lá, acampando, coisa mais fofa do mundo. Povo sem juizo [risos]. Não consegui parar, só passei, porque se eu parasse não ia conseguir atender todo mundo. Foi muito fofo, obrigada, amo muito vocês", se emocionou.

Chorando, a ex-BBB explicou que sente que nunca conseguirá retribuir o carinho extremo dos fãs. "Hoje estou mto sensível, emocionada, com vontade de chorar toda hora. Nada que eu faça vou conseguir retribuir esse amor, muito muito muito obrigada por tudo. Sempre tive medo da solidão, o meu mundo só faz sentido quando há presença. Esse caminho não é fácil, mas eu não ando só".

Juliette ataca Bolsonaro, se diz mãe dos "cactos" e que pós "BBB" não está "normal"

EP preparado

Logo que saiu do BBB, ela soube que tinha um EP inteiro pronto, feito com a ajuda de Anitta, só faltando pôr a sua voz. "Meus produtores e sócios são meus amigos, era com eles que eu ficava cantando violão e tomando uma cervejinha. Eles sabiam do que eu gostava. Apresentaram esse projeto à Anitta, que aprovou e construiu junto com eles."

Juliette escolheu as músicas de que mais gostou das que foram apresentadas, fez ajustes nas letras, trocou instrumentos e arranjos e, enfim, acrescentou sua voz às faixas. Mas ela teve de botar um freio nos planos de virar cantora.

"Puxei o freio de mão. Não saí tão bem psicologicamente. Não estava preparada. Mudamos o ritmo, foi mais lento, para eu fazer as coisas com mais calma", diz. "Quando você sai, especialmente na proporção que eu estava, é assustador. Você fica, 'caramba, o que as pessoas esperam de mim, como posso acrescentar?'. Estava nesse processo psicológico de recuperar o que eu tinha perdido de juízo no programa."

Batizado 'Juliette', o EP foi lançado depois que a ex-BBB já tinha cantado em lives de gente como Gilberto Gil, Elba Ramalho e Wesley Safadão. As músicas são baseadas no forró, mas passeiam também pela MPB e pelo sertanejo, incluindo várias baladas, algo que reflete o momento de introspecção pelo qual ela estava passando depois de sair do programa.

"Tanto é que minhas músicas são mais calmas. Estou mais retraída. Se você pegar eu cantando as músicas no EP e me ver cantando hoje no meu show, você vai ver outra música. Hoje, canto de peito aberto, canto cada palavra com o sentido que ela realmente merece. Antes eu estava fechadinha, vulnerável e calma, digamos assim, quietinha."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos