Juliano Cazarré diz que sofre preconceito no meio artístico por ser católico

*ARQUIVO* SAO PAULO/SP-BRASIL,30/09/13 - Juliano Cazarre no Jantar de Lancamento Peru Week na Casa Lodutti.(Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
*ARQUIVO* SAO PAULO/SP-BRASIL,30/09/13 - Juliano Cazarre no Jantar de Lancamento Peru Week na Casa Lodutti.(Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Juliano Cazarré, 41, é católico praticante e surpreendeu a apresentadora Ana Maria Braga ao contar que sofre preconceito no meio artístico por sua religiosidade. A revelação aconteceu durante a sua participação no programa "Mais Você" desta segunda-feira (25), quando o cantor falou sobre a sua fé na recuperação da filha de um mês, Maria Guilhermina, de uma cirurgia no coração.

" Não é uma caminhada fácil se assumir católico no meio artístico, as pessoas estranham muito. Eu levo umas pauladas de vez em quando", disparou ele. "Engraçado que quando eu voltei para igreja, já fazem vários anos, eu falei 'que legal, eu tô voltando para a igreja do Brasil, vai ser muito bom, eu vou receber muito carinho'. Mas recebo cada paulada, também, cada pedrada", começou Juliano.

Juliano também falou sobre as transmissões ao vivo nas redes sociais que faz rezando: "Quando a gente coloca o amor a Deus em primeiro lugar, seu amor pelo próximo aumenta. Quando você entende que tem algo maior que te ama, te entende, as coisas aqui na Terra começam a entrar no lugar.", explicou o ator que se emocionou com o presente dado por Ana Maria, uma representação de São José e o menino Jesus.

Intérprete de Alcides na novel "Pantanal" lembrou quando deu início ao processo de conversão ao catolicismo e que até ajudou no casamento com Letícia Cazarré. "A gente teve o Gaspar [terceiro filho do casal], foi se convertendo, e pensou: 'É, vamos ter os filhos que Deus mandar'. Onde come um, come quatro, come cinco, vamos nessa", finalizou ele.

Juliano Cazarré e a mulher são pais de Vicente, Inácio, Gaspar, Maria Madalena e Maria Guilhermina, a caçula, que nasceu no dia 21 de junho e possui uma doença rara, chamada Anomalia de Ebstein, que acomete a válvula tricúspide do coração. Maria Guilhermina precisou passar por cirurgia cardíaca e segue em recuperação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos