Julianne Moore se arrepende de ter vivido lésbica em filme indicado ao Oscar

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Annette Bening e Julianne Moore em cena de ‘Minhas Mães e Meu Pai’ (reprodução)
Annette Bening e Julianne Moore em cena de ‘Minhas Mães e Meu Pai’ (reprodução)

‘Minhas Mães e Meu Pai’, lançado em 2010, é um dos filmes mais importantes da carreira de Julianne Moore. Apesar disso, a atriz disse à Variety que se arrepende de ter vivido nele Jules, uma mulher lésbica.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Segundo ela, o motivo do remorso é a falta de representatividade vista naquele set de filmagem. “Eu pensei muito sobre isso”, disse a atriz. “Nós fizemos esse filme sobre uma família queer e todos do elenco principal era hétero."

Leia também

No filme, Moore é casada com Nic, personagem que rendeu a Annette Bening uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz um ano depois. O longa de Lisa Cholodenko ainda concorreu a outras três estatuetas, Melhor Filme, Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coadjuvante (Mark Ruffalo).

"Hoje eu olho para trás e... ‘ai, caramba’. Eu não sei se faria hoje, eu não sei se nos sentiríamos confortáveis. Nós precisamos de representatividade real, mas sou grata por todas as minhas experiências como atriz”, completou Moore.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube