Juliana Paes diz que pensou em "atirar" em Josiane: 'Não estava no texto’

Foto: Reprodução/Globo

Juliana Paes foi a convidada de Ana Maria Braga para um café da manhã no ‘Mais Você’ desta terça-feira (20). A atriz falou sobre a repercussão da cena mais esperada de ‘A Dona do Pedaço’, exibida no capítulo de segunda (19).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Na sequência em questão, Maria da Paz flagrou Josiane (Agatha Moreira) transando com Régis (Reynaldo Gianecchini) e atirou no marido. Para muitos, a boleira também deveria ter partido para cima da filha.

Leia também:

No bate-papo com Ana Maria Braga, Juliana revelou que teve essa vontade de atirar na personagem. “Tive o ímpeto de ir pra Josiane. Olha como é que é. Mas isso não estava no texto. A gente fica metade a gente, metade a personagem. Aí voltei para aquele estado que fiquei e só queria sair daquele quarto”, contou ela.

Para gravar a cena, Ju Paes pesquisou bastante sobre “estado de choque” e tentou transmitir isso através da personagem. “Li bastante matéria, procurei saber. Já aconteceu com a maioria das pessoas uma situação que depois que passa você fala que deveria ter falado isso ou aquilo. Aí você fica sem dormir pensando. Mas na hora o choque não consegue. Foi isso que eu quis mostrar”, explicou.

Os bastidores do tiro

Ana Maria Braga mostrou que o Gshow acompanhou os bastidores da gravação da cena, mas Juliana Paes não deu entrevistas após a sequência. Segundo a atriz, o trabalho foi muito difícil e ela não tinha nenhuma condição de falar com alguém depois de passar por aquela forte emoção. No programa matutino, porém, Ju contou todos os detalhes.

“É claro que a gente finge sentir uma dor. Mas a emoção dói de verdade. As emoções não são de fora. O bolo na garganta, a angústia dentro do peito é real. Não dá pra fingir esse tipo de coisa”, disse a artista.

Antes de gravar, Juliana, Agatha e Gianecchini ensaiaram muitas vezes para não precisar repetir a dose. “A câmera roda em uns 90 quadros por segundo. Não dá para sair nada errado. Quando a gente aponta fica um cara treinado, do lado, com uma espécie de zabaratana para ‘acertar o sangue’”, revelou.

Lição de vida

Para Juliana Paes, a relação de Maria da Paz e Josiane promove uma reflexão no público que acompanha a história. Os pais, segundo ela, não podem mimar muito seus filhos. Afinal, é preciso impor limites.

A atriz ainda afirmou que os erros da boleira na educação da filha também podem ter acontecido por causa do amor impossível vivido por Maria da Paz e Amadeu. Para suprir isso, a personagem acabou mimando demais a herdeira.

“Isso deixou uma marca nela. E o preço é alto. Ela criou um verdadeiro monstro”, avaliou a global, que sente dó de Agatha Moreira por sofrer com os olhares de reprovação do povo nas ruas. “A coitada da Agatha não está podendo sair. Se as pessoas não tivessem criado uma empatia tão genuína pela Maria da Paz não estariam sentindo tanta raiva dela”, afirmou.

Josiane é psicopata

Assim como já foi divulgado pela imprensa, Juliana Paes confirmou que a personagem interpretada por Agatha Moreira é uma psicopata.

“A gente sabe lidar com as doenças físicas dos filhos, é um amor incondicional. Mas e quando a doença é mental? E quando você se depara com alguém que tem um nível de psicopatia? O buraco é bem mais embaixo”, disparou a atriz durante a conversa com Ana Maria Braga.

“Sei que estou dando um spoiler aqui, mas ela é psicopata. A Josiane não tem empatia por ninguém. Falam que ela gosta do Régis, mas ela não gosta do Régis. Ela só usa o Régis. Ela quer controlar o Régis. É pelo uso do poder que ela quer esse homem”, emendou a artista.

Na tarde da última segunda-feira (19), inclusive, Juliana Paes gravou as cenas em que Maria da Paz volta a vender bolos na rua.