Juliana Paes diz que já "virou onça" para proteger o filho em caso envolvendo fã

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Juliana Paes é uma mãezona! (Foto: Reprodução/Instagram/@julianapaes)
Juliana Paes é uma mãezona! (Foto: Reprodução/Instagram/@julianapaes)

Mesmo esperando o sucesso do remake de "Pantanal", Juliana Paes se surpreendeu com a repercussão da novela que está recebendo elogios e alavancando a audiência da Globo na faixa das 21h atualmente. Na trama, a atriz fez uma participação como Maria Marrúa, personagem que "vira onça".

"A gente não imaginava que a repercussão ia ser tão positiva, que o público ia voltar a amar novela. Tá sendo uma surpresa muito grata", diz ela, que está sempre comentando os episódios no Twitter. "A dificuldade agora é assistir sem essa sala de bate-papo. Quem é noveleiro gosta de comentar. O Twitter virou esse lugar. Essa sala é gostosa, o brasileiro é divertido", completa.

Juliana tem motivo de sobra para ficar ligada nas redes sociais. Até aqui, as cenas que mais repercutiram foram as de Maria Marruá "virando onça". A atriz enxerga o ato como uma metáfora envolvendo a maternidade. "O que faz uma mulher virar onça? Mexer com o filho! Pisa na nossa cabeça, mas não fala do nosso filho. Me seguro para não falar besteira", afirma.

Sem precisar pensar muito, a atriz cita uma situação na qual precisou "virar onça" na vida real. "Teve uma vez, em Fortaleza, que rolou uma tempestade de areia e bateu no olho do Pedro. Tinha uma moça que queria foto comigo de todo jeito. Ela me puxava pelo braço e eu falando 'pelo amor de Deus, meu filho está passando mal.' Foi a primeira vez que me peguei nervosa. Gosto de atender o público e foi a primeira vez que me vi impaciente. Meu filho estava passando apuros, virei onça", recorda, enquanto curte o Carnaval na Marquês de Sapucaí.

Foi até pensando nos filhos que Juliana Paes encerrou seu contrato com a Globo há pouco tempo. "Estou vislumbrando um futuro de escolhas com mais liberdade para poder escolher, inclusive, ficar em casa. Quero cuidar das crianças, levar para as aulas. Esse poder de escolha que consegui ter agora, com mais maturidade, estou prezando muito", explica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos