Após críticas, Juliana Paes diz que não é "bolsominion" e pede: "Parem de encher meu saco"

Amanda Caroline
·1 minuto de leitura
A atriz se manifestou nas redes sociais após internautas resgatarem suas declarações sobre o presidente (Foto: Reprodução/Instagram @julianapaes)
A atriz se manifestou nas redes sociais após internautas resgatarem suas declarações sobre o presidente (Foto: Reprodução/Instagram @julianapaes)

Juliana Paes virou alvo dos internautas nos últimos dias por causa de suas posições políticas. A atriz passou a ser chamada de “bolsominion”, termo que se refere aos apoiadores de Jair Bolsonaro (sem partido) em tom de deboche, depois que uma declaração sua sobre o presidente voltou a circular nas redes sociais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus e-mails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em entrevista ao jornal ‘O Globo’ publicada em julho de 2019, a global pondera sobre o líder do Executivo. “Torço para que o país dê certo, independentemente de quem esteja em Brasília. Não bato palma para tudo que o presidente Jair Bolsonaro diz, mas vamos apoiar já que ele está lá. Não vou boicotar. Essa polarização é boba”, reflete.

Leia também

A fala fez Juliana ser conhecida, também, como suposta eleitora de Bolsonaro, o que decepcionou parte de seu público. Nesta segunda-feira (28), ela se manifestou em meio à onda de críticas. A intérprete de Bibi Perigosa, de ‘A Força do Querer’, negou o título de “bolsominion”.

“Eu ‘bolsominion’? Ser sensata e desejar que as pessoas parem de brigar não significa ser ‘bolsominion’. Parem de encher meu saco e feliz 2021”, dispara a atriz. Confira:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Veja mais: Ana Paula Araújo fala sobre fake news na pandemia