Jovens que sofrem com acne podem ter uma pele ótima quando adultos, além de viverem mais

Qualquer pessoa que tenha problemas com acne - e não estamos falando de espinhas esporádicas, mas dos casos crônicos - sabe que essa condição pode deixar cicatrizes físicas e emocionais. A acne é a doença mais comum da pele, de acordo com o National Institute of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Diseases. Mas a boa notícia é que a condição pode se tratar de uma benção disfarçada. Os médicos sabem que a acne pode acabar se tornando uma fonte da juventude para algumas pessoas, incomodando durante a juventude e garantindo uma pele bonita lá para os 40 e 50, mas alguns pesquisadores finalmente descobriram o motivo.

image

O futuro parece ótimo para os jovens que sofrem de acne. (Foto: Getty Images)

Esses pesquisadores, do King’s College London, descobriram evidências de que o problema com a acne mantém a juventude da pele e que esse efeito está ligado aos telômeros de quem sofre com a acne. O que são telômeros? Eles são como capas de proteção encontradas nas extremidades dos cromossomos das suas células sanguíneas. A função dos telômeros é impedir que os cromossomos se deteriorem durante a divisão celular. Esse desgaste está ligado a fatores que causam o envelhecimento da pele, como rugas e perda de gordura, de acordo com o the Sun.

“Os telômeros quebram e encolhem quando as células envelhecem, levando à morte celular, o que é uma parte normal do processo do envelhecimento humano”, de acordo com o the Sun. “O comprimento dos telômeros parece ser diferente em pessoas que sofrem de acne, e isso significa que suas células são mais protegidas contra o envelhecimento”, confirma a pesquisadora chefe do estudo, a dermatologista Simone Ribero.

E ainda tem mais: os pesquisadores descobriram que, além de deixar a pele mais jovem por mais tempo, os telômeros, que são maiores em pessoas com problemas de acne, também podem aumentar a expectativa de vida! Os especialistas dizem que é ainda são necessários mais estudos para confirmar esse último e importante benefício.

O estudo que descobriu essa incrível notícia foi publicado no Journal of Investigative Dermatology. Os pesquisadores mediram o comprimento dos telômeros em 1.205 mulheres gêmeas para determinar por que aquelas que têm problemas com acne parecem manter uma pele mais jovem por um período mais prolongado de tempo. “Um quarto das gêmeas estudadas apresentou problemas com acne, e naquelas afetadas pelo problema os telômeros são, em média, mais longos”, afirma o artigo.

Os especialistas determinaram que lá pelos 40 anos, as pessoas que sofrem com a acne podem ter uma idade biológica cinco ou seis anos mais jovens, segundo o the Sun. “A pele delas produz normalmente mais serum, que age como um hidratante que as mantêm jovens. O nosso estudo mostrou que o corpo dessas pessoas igualmente se mantém mais jovens”, diz a dermatologista Veronique Bataille, que também trabalhou na pesquisa.

Talvez os cientistas aprendam como engarrafar a magia dos telômeros mais longos, para as pessoas poderem comprar os benefícios que aqueles que têm problemas com acne já possuem normalmente.

Kristine Solomon

Style and Beauty Writer