Jovem gaúcho ganha emprego após viajar a SP e levar "bolo" de namorada virtual

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Matheus contou com ajuda para retornar ao RS - Foto: Divulgação/Brigada Militar do RS

Matheus Quadros, rapaz de 18 anos que ficou famoso ao deixar Gravataí (RS) rumo a São Paulo para conhecer pessoalmente a namorada virtual, viu sua sorte mudar após não encontrar a amada. Ele foi contratado por um supermercado na cidade onde mora.

Leia também:

As dificuldades vividas pelo rapaz, que ficou por três dias na rodoviária de São Paulo sem dinheiro para comer, sensibilizaram o gerente do estabelecimento, Joelson Trindade. Ele conheceu Matheus por meio da Brigada Militar, que idealizou a vaquinha para o retorno do jovem de São Paulo para Gravataí.

“A história dele foi triste. Se ele tiver esta disposição toda para trabalhar, como ele teve para fazer essa aventura, que o final foi meio trágico, dele não conhecer a pessoa e ter que fazer o que ele fez para voltar, nada mais justo do que dar a oportunidade para ele se reerguer na vida”, afirmou Joelson ao portal G1.

O emprego como operador de loja será o primeiro de Matheus, que será responsável pela organização do mercado, abastecendo prateleiras. O gerente prometeu benefícios, como convênio médico e odontológico, após o período de experiência de três meses.

O caso aconteceu na semana passada. Após combinar o encontro pela internet, Matheus viajou rumo à capital paulista. Chegando à cidade, tentou de todas as formas contato com a moça, que não respondeu.

Sem dinheiro e sem conhecer ninguém em São Paulo, Matheus passou três noites na rodoviária, sem comer. “Esperei, liguei para ela, não atendia o telefone. Liguei para ela de novo, três vezes, mas não atendeu. Aí, fiquei lá três noites sem comer nada. Só tomando água”, contou à RBS TV.

O cenário só começou a mudar quando o rapaz lembrou do contato de seu instrutor no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). Diogo Rafael Ávila de Moura foi o responsável por acionar a Polícia Militar de São Paulo e explicar a situação de Matheus.

Um agente da PM-SP encontrou o jovem, providenciou alimentação e organizou uma vaquinha para arrecadar dinheiro para a passagem de volta ao Rio Grande do Sul. Matheus foi recebido em Porto Alegre na última quarta-feira, antes de ser finalmente levado à casa da madrinha, com quem vive em Gravataí.