Jovem com síndrome de Down assina contrato com 5 agências

Jovem com síndrome de Down se torna modelo – Reprodução/Instagram @georgiafurlan.oficial

Quando a mãe da curitibana Georgia Traebert resolveu postar uma foto inocente da filha nas rede sociais, não imaginou que este seria o começo de uma promissora carreira de modelo. Rubia divulgou a imagem da filha de 14 anos e logo começou a receber propostas de agências de modelos.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

“Tudo começou como uma brincadeira. Postei a foto dela no Facebook e fez sucesso logo de cara. A ideia era ver o quanto ela poderia inspirar outras crianças com síndrome de Down”, contou Rubia, a mãe de Georgia, ao The Sun.

Leia mais: Modelo com síndrome de Down desfila na Semana de Moda de Nova York

Agora, a menina possui contratos com cinco agências e está tendo cada vez mais visibilidade graças à internet. “O que realmente funcionou foram o Instagram e Facebook. Foi onde ela ficou realmente conhecida pelo mundo”.

Entre editoriais e desfiles, Georgia conseguiu construir sua confiança em si mesma. Ela costumava sofrer para se encaixar na escola e se sentia sozinha e insegura sobre sua figura, mas agora tudo mudou. “Os trabalhos começaram a aparecer. Ela fez um comercial para uma marca brasileira famosa e posou para uma das maiores designers de joias”, conta Rubia.

A parte ruim é que a exposição acaba gerando alguns comentários maldosos nas redes sociais. “A parte mais difícil é quando eu leio as pessoas dizendo que ela só faz sucesso porque tem olhos azuis e é loira. Ela é muito doce e talentosa, senão não teria conseguido ir tão longe”.

Mas o importante é que sua experiência incentiva outras jovens a correrem atrás de seus sonhos. “Ela está cercada de garotas que perguntam sobre seu trabalho e carreira. Então estar na mídia ajuda bastante a construir sua segurança. Meu conselho é nunca desistir. Continue lutando e correndo atrás de seus sonhos. Nada é impossível”, incentiva a mãe orgulhosa.