Lava Jato denuncia José Serra por lavagem de dinheiro e PF cumpre mandado de busca contra tucano

·2 minuto de leitura
Foto: ANDRESSA ANHOLETE/AFP via Getty Images
Foto: ANDRESSA ANHOLETE/AFP via Getty Images

A força-tarefa da Lava Jato em São Paulo denunciou, nessa sexta-feira (03), denunciou o senador e ex-governador José Serra (PSDB) por lavagem de dinheiro. Desde as primeiras horas do dia, a Polícia Federal realiza buscas contra o tucano. As informações são do portal G1.

Segundo a denúncia, o ex-governador de São Paulo utilizou seu cargo entre os anos de 2006 e 2007 para receber pagamentos indevidos da Odebrecht em troca de benefícios relacionados às obras do Rodoanel Sul, um complexo viário no Estado.

Leia também

A empreiteira teria pago milhões de reais por meio de uma rede de empresas no exterior, para que o verdadeiro beneficiário não fosse detectados pelos órgãos de fiscalização.

Segundo o G1, a força tarefa aponta Verônica Serra, filha do ex-governador, e o empresário José Amaro Pinto Ramos como os responsáveis pelas empresas no exterior, ocultando seus nomes e recebendo os pagamentos que a Oderbrecht teria destinado ao tucano.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a filha do tucano e o empresário realizaram diversas transferências para dificultar a identificação da origem dos valores milionários. A verba estaria em uma conta de titularidade oculta na Suíça.

O MPF solicitou e foi autorizado pela Justiça Federal a bloquear cerca de R$ 40 milhões em uma conta na Suíça que estaria ligada ao tucano.

Ao todo, a Polícia Federal cumpre oito mandados de busca e apreensão em São Paulo e no Rio de Janeiro. De acordo com o G1, além de endereço ligado a Serra, a PF foi a outra residência ligada ao empresário Ronaldo Cesar Coelho, que também foi tesoureiro do PSDB.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.