Datena critica aumento na conta de luz, que chega a R$ 14,20: “Só no nosso!”

·2 minuto de leitura
José Luiz Datena apagou as luzes de seu estúdio em protesto contra o aumento da conta de energia (Foto: Reprodução / Band)
José Luiz Datena apagou as luzes de seu estúdio em protesto contra o aumento da conta de energia (Foto: Reprodução / Band)

José Luiz Datena também está indignado com o que passa a valer nesta quarta-feira (1ª). O Governo Federal, por meio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), anunciou a criação da nova bandeira tarifária ‘crise hídrica’ que eleva o valor do consumo de 100 kWh para R$ 14,20.

“Quanto foi o aumento da bandeira dois da energia elétrica? 50% de aumento? Ai meus stents. Deu problema no meu marcapasso e nos meus stents. Ai meu coração. É isso que você quer, Paulo Guedes? É isso? Só no nosso! (Mais) 50% da bandeira vermelha”, esbravejou o apresentador do “Brasil Urgente”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

Em seguida ele fez questão de apagar a luz do estúdio e apresentar o programa com a ajuda de uma lanterna. No telão de led e na legenda do programa se via escrito: “Só no nosso!”, em relação ao povo que mais uma vez paga por erros de gestão energética que agora obrigam o governo a importar energia.

Crise hídrica

A alta dos preços da conta de luz começam a valer neste 1º de setembro para o país com exceção do estado de Roraima e dos consumidores que pagam a tarifa social.

“Tendo em vista o déficit de arrecadação já existente, superior a R$ 5 bilhões, e os altos custos verificados, destacadamente de geração termelétrica, foi aprovada determinação para que a Aneel implemente o patamar específico da Bandeira Tarifária, intitulado ‘Escassez Hídrica’, no valor de R$ 14,20 / kWh’, anunciou

A Aneel havia reajustado a tarifa da bandeira vermelha nível 2 em junho, e o brasileiro já estava pagando R$ 9,49 por kWh (quilowatt-hora). A tarifa extra seria cobrada nas faturas entre julho e dezembro deste ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos