José Dumont é investigado por suspeita de estupro cometido contra outra criança

José Dumont em seu último papel na Globo, na novela
José Dumont em seu último papel na Globo, na novela "Nos Tempos do Imperador", exibida entre 2021 e 2022; ator foi preso por armazenar pornografia infantil e suspeita de pedofilia (Foto: Globo/Paulo Belote)

Preso em flagrante na última quinta-feira (15), por armazenar pornografia infantil e suspeita de estupro contra um adolescente de 12 anos, o ator José Dumont está sendo investigado pela suspeita de ter cometid o mesmo crime contra outra criança, de idade semelhante à da primeira vítima.

De acordo com o jornal Extra, a informação estaria na decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que autorizou a busca e apreensão no apartamento do ator e o levou à prisão em flagrante.

Segundo o magistrado Daniel Werneck Cotta, que assinou o mandado, a busca teria sido motivada por conta da possível existência de uma segunda vítima:

"Em sua representação, justifica a autoridade policial que a prisão temporária seria necessária 'à identificação de uma outra criança de idade semelhante à de X [nome da criança], vítima em potencial do investigado' e que 'É importante investigá-lo, já que diversas outras crianças já podem ter sido alvo do suspeito (...). Importante frisar que, caso seja detido, outras crianças podem aparecer imputado ao ator fato semelhante'", diz um trecho do documento.

Antes de ser preso por armazenar imagens de sexo envolvendo crianças, crime previsto no Artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Dumont já era investigado pelo estupro do adolescente de 12 anos, que era fã do suspeito e morava no mesmo condomínio em que o ex-global residia

A investigação apontou que, aproveitando-se da admiração, o ator desenvolveu um relacionamento próximo com o menino, oferecendo ajuda financeira e presentes, para, a partir daí, fazer investidas com beijos na boca e carícias íntimas, que acabaram sendo captadas por câmeras de vigilância, dando início às investigações quando o flagrante foi denunciado por vizinhos de Dumont.

A polícia informou ainda que, durante as buscas, imagens e vídeos de sexo envolvendo crianças foram encontradas no computador pessoal e no celular do investigado, o que levou à prisão em flagrante.

Com mais de 40 de carreira, José Dumont estaria em "Todas as Flores", nova novela original do Globoplay, plataforma de streaming da Globo, que tem estreia prevista para outubro.

No entanto, em comunicado à imprensa, a Globo afirmou que o ator foi desligado do elenco da trama, criada e escrita por João Emanuel Carneiro.

"O ator José Dumont estava contratado como obra certa especificamente para a novela “Todas as Flores”, a ser exibida no Globoplay. Diante dos fatos noticiados, a Globo tomou a decisão de retirá-lo da novela. A suspeição de pedofilia é grave. Nenhum comportamento abusivo e criminoso é tolerado pela empresa, ainda que ocorra na vida pessoal dos contratados e de terceiros que com ela tenham qualquer relação."

O último trabalho do ator na Globo foi em "Nos tempos do Imperador" (2021). Na novela, ele interpretava Coronel Eudoro, um fazendeiro viúvo, pai de Pilar (Gabriela Medvedovski) e Dolores (Daphne Bozaski).