José de Abreu diz que Regina Duarte usava ponto eletrônico e mudava os textos das novelas

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Instagram (@josedeabreu/@reginaduarte)
Foto: Reprodução/Instagram (@josedeabreu/@reginaduarte)

José de Abreu não esconde sua revolta com a atriz Regina Duarte na secretaria de cultura. O ator usou o Twitter para responder Carlos Vereza, que pediu para o colega ter mais respeito com Regina, após ataques nas redes socais. Abreu, no entanto, argumentou que a atriz já desrespeitou muitos atores da Globo e revelou algumas histórias de bastidores.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Em um dos posts, José de Abreu disse que Regina usava ponto eletrônico para não decorar suas falas. “Em ‘Desejos de Mulher’ (2002), ao usar ponto eletrônico por preguiça de decorar, ela (Regina Duarte) fazia prestar mais atenção a seu ouvido (veja cenas onde ela entorta a cabeça pensando que iria ouvir melhor! Jesus, a porr* do fone estava enfiada em seu ouvido!) que aos seus colegas”, criticou o ator.

Leia também

Em seguida, José disse que Regina tinha o costume de mudar os diálogos de seus personagens durante as gravações. “Um desrespeito imenso! Fora as mudanças de texto que ela tentava fazer, desrespeitando a máxima stanislavskiana e dos bicheiros cariocas de que ‘vale o escrito’!”, completou.

Seguidores de José de Abreu quiseram saber mais histórias de Regina Duarte, mas o ator não fez mais revelações. Ele afirmou, porém, que continuará “atacando fascistas” e fez uma crítica a Carlos Vereza.

“Uma loucura sadia, produtiva, como deve ter todo artista. Como a minha, que ataca fascistas e apoiadores de fascista, como você e Regina Duarte, mas que jamais atira uma bengala numa colega em início de carreira, EM CENA, como você fez na novela ‘Corpo Dourado’. Eu estava lá e vi!”, publicou.

Regina Duarte e Carlos Vereza ainda não comentaram as acusações.