Relembre cinco declarações polêmicas de José de Abreu

José de Abreu: relembre as declarações polêmicas do ator (Foto: Reprodução/Instagram @josedeabreu)

José de Abreu tem opiniões fortes, todo mundo sabe disso. Isso porque o ator não tem papas na língua e faz questão de compartilhar suas ideias com o público. Muitas das declarações do artista são polêmicas e repercutem nas redes sociais.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Ele faz oposição ao governo de Jair Bolsonaro e a maioria de suas discussões são sobre política. Recentemente, Abreu se posicionou contra à indicação de Regina Duarte ao cargo de Secretária da Cultura e deu o que falar ao criticar a atriz. “Vagina não transforma mulher fascista em ser humano”, dispara. O artista também se autoproclamou presidente da República no ano passado e desagradou muita gente.

Leia também

Alguma dúvida de que Zé de Abreu “causa”? Relembre cinco falas do global:

“Vagina não transforma mulher em ser humano”

O ator chamou Regina Duarte de fascista em entrevista à Folha de S.Paulo e disse que o fato dela ser mulher não a torna digna de respeito. Ele critica a atriz por apoiar o governo Bolsonaro e por ter aceitado o cargo de secretária da Cultura. “Para mim não interessa se é homem ou mulher. Não pode. Fascista a gente trata no cuspe. Não há como considerar o fascista um ser humano. Vagina não transforma mulher em ser humano”, diz.

“Regina usava ponto eletrônico... Um desrespeito”

Abreu não critica Regina só na política. Eles são ex-companheiros de casa (a atriz trabalhou 50 anos na Globo antes de deixar a emissora para integrar o governo) e Zé abriu o jogo sobre os bastidores: ele afirma que a “namoradinha do Brasil” usava ponto eletrônico durante as gravações por preguiça de decorar as falas. “Um desrespeito imenso! Fora as mudanças de texto que ela tentava fazer, desrespeitando a máxima ‘stanislavskiana’ e dos bicheiros cariocas de que ‘vale o escrito’”, dispara.

“Guilherme de Pádua e Glória Perez apoiando o mesmo espectro político... Que tempos!”

Um comentário que José fez sobre a escritora Glória Perez dividiu a opinião dos seguidores. O ator sugeriu que ela estaria alinhada politicamente, à direita, com o assassino de sua filha e abriu uma discussão polêmica. “Você é muito canalha. Não vou revidar lembrando sua tragédia pessoal. É ‘block’ e mais nada”, rebate a novelista na época. Pádua matou Daniella Perez em 1992.

“Esse demitido, Lacombe, não sabe de nada”

O artista foi chamado de “desorientado” pelo jornalista Luis Ernesto Lacombe, da Band, e Abreu não o poupou. Eles trocaram farpas e o ator relembrou a demissão do apresentador. “Vejam quem me ataca: Gentili, Sonia Abrão, Alexandre Frota, Narizinho Nunes, e agora esse demitido, Lacombe, que foi tirado até do próprio programa. Não faço ideia de quem seja. Não sabe nada”, escreve.

“Sou autodeclarado presidente do Brasil, assim como fizeram na Venezuela”

Quem se lembra de quando José de Abreu se declarou o presidente da República? Sim, isso aconteceu. Nas redes sociais, ele explicou que estava seguindo o exemplo do líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que se declarou presidente interino da Venezuela em janeiro de 2019. Ele gerou ainda mais polêmica ao “indicar” o ex-presidente Lula para ser “chefe da Casa Civil, militar e religiosa do Brasil”.