José de Abreu entra na Justiça contra Cássia Kis por homofobia

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.05.2018 - O ator José de Abreu durante a pré-estreia do filme
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.05.2018 - O ator José de Abreu durante a pré-estreia do filme

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator José de Abreu move atualmente três ações na Justiça contra a atriz Cássia Kis por homofobia, segundo o site Notícias da TV. De acordo com a publicação, Abreu, que tem uma filha trans, acusa a colega de Globo de cometer "um crime contra a sociedade". Nenhum deles respondeu às solicitações.

As ações foram motivadas pelas falas discriminatórias de Cássia em uma live com Leda Nagle. Na ocasião, no momento em que abordava a fé, a atriz deu uma opinião polêmica a respeito da homossexualidade.

"Não existe mais o homem e a mulher, mas a mulher com mulher e homem com homem. Essa ideologia de gênero que já está nas escolas. Eu recebo as imagens inacreditáveis de crianças de 6, 7 anos se beijando. Duas meninas dentro de uma escola se beijando, onde há um espaço chamado beijódromo", disse ela sem apresentar nenhuma prova.

"O que está por trás disso? Destruir a família. Destruir a vida humana. Porque até onde eu saiba homem com homem não dá filho e mulher com mulher também não dá filho. Como a gente vai fazer?", indagou.

José de Abreu, eleitor de Lula (PT), entrou com ação conjunta contra Cássia, eleitora de Bolsonaro (PL), com a psicóloga Paula Dalaio e instituições como Antra (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), Grupo de Advogados Pela Diversidade Sexual e de Gênero e ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexo).

Pelas redes sociais, o ator retuitou todas as reportagens sobre o tema. Para um seguidor que afirmou que ele não conseguia entender a opinião de Cássia, disparou: "Crime, babaca, homofobia é crime. Opinião é te chamar de babaca."