José de Abreu diz que bate boca em restaurante por conta de cigarro aceso teve causa política

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 30.06.2013: O ator José De Abreu durante jantar em São Paulo. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - José de Abreu, 73, esteve envolvido em uma polêmica após fumar dentro de um restaurante na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro) e bater boca com um outro frequentador do estabelecimento. Para o ator, o motivo para a "implicância" com seu cigarro aceso foi por conta de seu posicionamento político. 

"Essa confusão é coisa política, as pessoas se sentem no direito de atrapalhar um jantar de um cidadão brasileiro por conta de um problema político", falou Zé de Abreu ao programa TV Fama, da RedeTV.

Ainda sobre o tema, o ator diz nunca revidar uma provocação, mas conta que foi educado por sua mãe a nunca levar nenhum tipo de desaforo para casa. "Minha mãe me ensinou a não levar desaforo para casa. Estou jantando quieto no meu canto. Eu nunca fui provocar ninguém, mas se falar, às vezes, eu não deixo barato", completou.

Segundo vídeos e relatos de pessoas que presenciaram a confusão, o ator estava com a namorada, Carol Junger, quando foi abordado por um outro casal, pedindo para que ele apagasse o cigarro, por não ser permitido fumar dentro de locais fechados no Brasil.

Após isso, o ator interpretou o pedido como uma provocação e os dois casais bateram boca. Procurado pela reportagem do F5, José de Abreu não respondeu às ligações até a publicação desta matéria.

Essa não é a única polêmica recente que o ator se envolveu. Em julho, a roteirista Glória Perez e Zé de Abreu trocaram farpas nas redes sociais, após o ator dizer que Guilherme de Pádua e a autora estariam "apoiando o mesmo espectro político". 

Pádua foi quem assassinou, em 1990, a atriz Daniella Perez, filha de Gloria Perez. "O Brasil está tão doido que vemos Guilherme de Pádua e Gloria Perez apoiando o mesmo espectro político! Que tempos!", escreveu Abreu no Twitter.

Ao ver o tuíte, ela retrucou: "Você é muito canalha! Não vou revidar lembrando sua tragédia pessoal. É block e mais nada!".