Jornalista da Globo revela que já foi em bar com Fidel Castro para entrevista: “Não rendeu”

·1 minuto de leitura
Mariana Gross relembrou a história com no programa de Porchat (Foto: Reprodução/ Instagram @marigross1)
Mariana Gross relembrou a história com no programa de Porchat (Foto: Reprodução/ Instagram @marigross1)

Mariana Gross, âncora da Globo no Rio de Janeiro contou que já arriscou ir para um bar para tentar entrevistar Fidel Castro (1926-2016) enquanto ainda era uma estagiária de jornalismo.

A jornalista relembrou essa história no programa ‘Que História É Essa, Porchat?’, no GNT, exibido nessa terça-feira (7). “Ele [Castro] foi andando com os guardas e assessores para um bar que ficava do lado do hotel. Falei: 'Vamos entrar lá'. Chegamos lá, os assessores já me olharam, já me conheciam. Vi que o Fidel pediu um uisquinho, pedi também", contou Mariana.

Leia também:

Âncora então relatou que levantou o copo no bar e isso chamou a atenção de Fidel: “Comecei a aproximação com os assessores. Não falo espanhol, falo inglês e francês. [Eles] Não falaram nada, aí estava indo embora. Só ouvi a voz do Fidel para mim: 'Venga chica'".

A integrante do rodízio do Jornal Nacional também revelou ainda ser uma estagiária nesse momento e que ao iniciar a conversa com o líder político ela não sabia falar espanhol: “Sabe aquele papo mole? Tentava embutir uma pergunta da política externa, sobre a relação entre Brasil e Cuba. Ele saia pela tangente, e eu também não dominava a língua. Tentava de tudo, mas não estava conseguindo. Ele foi embora, os assessores disseram que já tinha gravado algumas coisas, mas não tive coragem nem de mostrar para o meu chefe. Não rendeu”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos