Jornal conservador teria gasto milhares de dólares em campanha contra Amber Heard

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Amber Heard durante julgamento contra Johnny Depp (Foto: SHAWN THEW/POOL/AFP via Getty Images)
Amber Heard durante julgamento contra Johnny Depp (Foto: SHAWN THEW/POOL/AFP via Getty Images)

O jornal conservador The Daily Wire teria gasto entre US$ 35 e 47 mil (entre R$ 170 e 230 mil na cotação atual) para promover notícias difamatórias contra a atriz Amber Heard durante o processo judicial contra o ex-marido, o ator Johnny Depp.

Segundo o The Citizens e o VICE World News, o dinheiro teria sido gasto em propagandas amplamente divulgadas com notícias e vídeos tendenciosos com a intenção de prejudicar a imagem de Heard. Atualmente, a atriz está sendo processado por Depp em US$ 50 milhões (aproximadamente R$ 245 milhões) por supostas acusações difamatórias após a publicação de um artigo, em 2018, no Washington Post, em que Heard se descrevia como uma vítima de violência doméstica.

O Citizens, que é um veículo jornalístico sem fins lucrativos, analisou dados em relações aos anúncios divulgados no Facebook e descobriu que o Daily Wire havia utilizado as propagandas contra Heard para atrair público e capitalizar em cima do processo.

Em um dos artigos promovidos, o jornal acusava a atriz de tentar manchar a imagem do ex-marido, dizendo que "as únicas palavras negativas escritas sobre a estrela de Hollywood saíam de críticas ocasionais de seus filmes. Até ele se casar com Amber Heard". Tanto o jornal quanto o Facebook se negaram a comentar o caso até o momento.

Amber Heard diz ter sido prejudicada por causa de Depp

Amber Heard disse em depoimento à Justiça que teve o seu papel reduzido em "Aquaman 2: Reino Perdido" devido à repercussão do julgamento do processo que Johnny Depp move contra ela por difamação nos Estados Unidos. Ela o acusa de violência doméstica.

"Eu tive que lutar muito para manter minha carreira depois que consegui minha [ordem de restrição contra Depp]", disse Heard ao tribunal, acusando o ex-marido de iniciar uma campanha difamatória contra ela.

"Perdi oportunidades. Fui dispensada de empregos e campanhas. Lutei para manter meu emprego e a maior oportunidade de filme que tive até hoje foi Liga da Justiça e a opção de [estrelar] Aquaman. Tive que lutar muito para ficar na Liga da Justiça porque essa foi a época do divórcio", completou ela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos