Jonathan Haagensen sobre expulsão do irmão de "A Fazenda": "Ele precisa se curar do machismo"

Jonathan Haagensen comentou a expulsão do irmão de "A Fazenda 11" por assédio (Divulgação)

Por Ana Cora Lima

A expulsão de Phellipe Haagensen em “A Fazenda” por assédio caiu como uma bomba na família do ator. Convidado do camarote da Doritos no Rock in Rio, o seu irmão, Jonathan Haagensen, opinou sobre a saída polêmica e criticou o parente.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

"Desaprovo tudo o que ele fez. Meu irmão precisa se curar do machismo. Eu entrei no programa porque pago contas. Sou ator, negro, cria da favela. Trabalho muito, tenho duas filhas para criar. Ele, Theo Becker, Dado Dolabella, são exemplos do que não se deve ser. Estamos percebendo agora o racismo, o machismo, o sexismo. Eu já era um ativista mesmo sem saber que estar num filme nos anos 90 seria tão marcante para pontuar várias questões", disse.

Leia também

Contato

Ele conta que ainda não conversou com o irmão e que, para falar a verdade, nem sabia do convite da Record. "Se ele tivesse me contado, eu não deixaria porque sabia que iria dar ruim. Já estive lá e sei como funciona”. Jonathan participou da primeira edição do reality e protagonizou um bate-boca clássico com Theo Becker.

Representatividade

Integrante do grupo musical Melanina Carioca, Jonatha comentou sobre o Espaço Favela, novidade que dividiu opiniões. "Tem várias questões aí. Temos que ampliar a nossa voz. Mas temos que estar não apenas no Espaço Favela. O Rock é uma cultura negra. Se a gente faz um evento para todos, tem que democratizar", opina.