Jon Hamm, ex-Mad Men, revela que quase atuou em 'Gossip Girl' e 'The O.C.'

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Jon Hamm, 49, revelou em um podcast para a revista americana Rolling Stone que ele e Harry Hamlin, 69, fizeram testes para interpretar o papel de Sandy Cohen, o patriarca da série "The O.C.: Um Estranho no Paraíso", exibida entre 2003 e 2007 pela emissora Fox. No podcast "Muito Longo, Não Assisti", da Rolling Stone, Hamm afirmou que participou das audições para o papel quando tinha por volta dos seus 31 anos. O protagonista do projeto, Sandy Cohen, foi interpretado por Peter Gallagher, 65. "Lembro-me de entrar e pensar: 'Esse é Peter Gallagher? Por que estou aqui?'", disse Jon Hamm, que fez sucesso em papéis como Don Draper no seriado "Mad Men: Inventado A Verdade", drama de sete temporadas que foi ao ar pela primeira vez em 2007. Com esse personagem, ele ganhou Globo de Ouro na categoria de melhor ator. Durante a entrevista, Hamm revelou que sempre foi rotulado como uma figura paterna, mesmo no início de sua carreira, porque não tinha aparência de um adolescente na juventude. "Nunca pareci jovem o suficiente para estar no colégio, mesmo quando cheguei aqui e tinha 25 anos." Hamm afirmou ainda que poderia ter sido contratado para interpretar outro famoso pai no mundo da dramaturgia, Rufus Humphrey, da série "Gossip Girl", interpretado por Matthew Settle. "O que é hilário porque eu seria talvez 12 anos mais velho do que qualquer um dos adolescentes [da série]", comentou.