Joice Hasselmann insinua comparar nazismo ao bolsonarismo em charge postada no Twitter

Joice Hasselmann postou charge insinuando comparação entre nazismo e bolsonarismo.

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) postou uma charge na qual insinua a comparação do nazismo com os movimentos de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Ex-aliada do presidente e de seus filhos, Joice agora é adversária de primeira hora do bolsonarismo e uma das vozes da CPMI das Fake News contra o “gabinete do ódio”.

No Twitter, a parlamentar publicou uma charge no qual o ditador Adolf Hitler aparece fazendo a saudação nazista a um rebanho de gado, enquanto segura uma faca escondida nas costas. A parlamentar se refere, na legenda, aos “gados” como são chamados os apoiadores de Bolsonaro por seus adversários.

“Atenção gado!! Acordem!!!! O açougueiro não será piedoso com vocês. Charge de 1932, mas mto atual nos tempos de hoje.”, legendou assim Joice.

A postagem rendeu comentários ofensivos contra a deputada, que já chegou a ser líder do governo Bolsonaro no Congresso.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

GUERRA DOS ‘GABINETES’

Na semana passada, Joice já tinha virado alvo dos ataques das redes dos apoiadores do presidente após vazar um áudio, na terça-feira (28), no qual Joice pede a ajuda de um interlocutor desconhecido para a criação de perfis nas redes sociais para se defender de ataques.

Fazendo um paralelo com o "gabinete do ódio", como foi chamado o esquema bolsonarista, os aliados passaram a chamar de "gabinete da Peppa", em uma referência a um apelido de mal gosto dado a deputada pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), apontado como coordenador do esquema.

A deputada diz na gravação: “Acabei de chegar em São Paulo, cheguei há pouco para algumas entrevistas, mas podia falar com a turma aí para fazer vários perfis e entrar de sola no Twitter especialmente, Instagram, porque eles estão botando todas as milícias lá e os robôs em cima de mim”.

O áudio já havia sido citado pelo presidente em conversa com apoiadores e a imprensa na segunda-feira (27). Em uma de suas declarações em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que tinha um áudio em que uma deputada pedia a criação de “perfis falsos” na internet.