Johnny Depp toca e canta em show de rock após julgamento

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Johnny Depp, 58, surpreendeu os fãs ao aparecer em um show dois dias depois do julgamento do processo de difamação que move contra ex-mulher Amber Heard, nos Estados Unidos. Segundo informações da BBC, o ator fez uma participação especial na turnê europeia do guitarrista Jeff Beck. O encontro da dupla aconteceu na cidade de Sheffield, Inglaterra, neste domingo (29).

Em abril de 2020, os dois gravaram um cover da faixa "Isolation", de John Lennon, de 1970. Além dessa música, eles cantaram e tocaram guitarra juntos no show em "What's Going On", de Marvin Gaye, "Little Wing", de Jimi Hendrix, e "Hedy Lamarr", de próprio Beck.

Fãs que estavam na apresentação compartilharam a notícia nas redes sociais, enquanto o site de Beck descreveu o encontro dos artistas: "As almas gêmeas musicais têm trabalhado nos bastidores nos últimos anos em novas músicas."

Depp apresentou uma ação por difamação contra Heard. O motivo foi o artigo que ela escreveu no jornal The Washington Post, em dezembro de 2018, descrevendo ter sofrido "abuso doméstico". Ela não citou o ator, mas ele a processou por insinuar ser um abusador e pediu 50 milhões de dólares em danos. Amber contra-atacou, alegando que sofreu "violência física e abuso desenfreado" da parte dele. A atriz pediu 100 milhões de dólares.

Foram de seis semanas de julgamento na cidade americana de Virgínia, o qual contou com o ex-casal. O júri começou as deliberações após as últimas audiências na sexta-feira (27), mas foi dispensado e voltará a discutir a questão nesta terça-feira (31), quando deverá sair o veredito.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos