Johnny Depp recebe autorização para acessar celular de Amber Heard em processo de difamação

·1 min de leitura
Johnny Depp credit:Bang Showbiz
Johnny Depp credit:Bang Showbiz

Johnny Depp conquistou na Justiça uma autorização para acessar o celular de Amber Heard.

O ator de 'Piratas do Caribe' está pedindo uma indenização de U$ 50 milhões (cerca de R$ 270 milhões, em conversão atual), em um processo de difamação movido contra sua ex-esposa, após Amber alegar ter sido vítima de violência doméstica.

De acordo com informações divulgadas pela coluna 'Page Six', o tribunal deferiu o pedido do ator para que seus advogados examinassem o telefone da modelo, com o objetivo de averiguar se as fotos em que Amber aparece com hematomas foram editadas e manipuladas.

O advogado de Depp, Benjamin Chew, acredita que a atriz falsificou evidências quando acusou o galã de agressão.

"A polícia não viu nenhum ferimento na Sra. Heard ou qualquer indício de bens materiais destruídos na mansão [do ex-casal]. A Sra. Heard e seus amigos, então, fabricaram fotos que ela usou para obter uma medida protetiva e um acordo de divórcio de $7 milhões, o qual a Sra. Heard falsamente alegou, durante um depoimento em Londres, ter doado a um hospital infantil de Los Angeles... um hospital que cuida de crianças com câncer", disse o representante de Johnny.

O advogado argumentou que as imagens anteriores entregues não tinham "metadados", o que impossibilitou o especialista Brian Neumeister de checar a veracidade do material.

"A investigação preliminar do Sr. Neumeister indica que uma série de fotos foram editadas por meio de um aplicativo chamado Photo 3, que pode facilmente manipular imagens, como criar hematomas onde não existiam de fato", disparou.

Um especialista agora poderá examinar o telefone para comprovar a autenticidade das imagens.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos