Johnny Depp fecha acordo provisório antes de julgamento por agressão

Johnny Depp chegando ao julgamento do caso Depp v. Heard, contra a ex-esposa Amber Heard, em maio de 2022. (Foto: Drew Angerer/Getty Images)
Johnny Depp chegando ao julgamento do caso Depp v. Heard, contra a ex-esposa Amber Heard, em maio de 2022. (Foto: Drew Angerer/Getty Images)

Johnny Depp resolveu um novo processo esta semana, em que é acusado de ter agredido um membro da equipe durante as gravações do filme “City of Lies”, em 2017. De acordo com a revista “People”, o ator e o gerente de locação, Gregg "Rocky" Brooks, chegaram a um acordo na última segunda-feira (11).

Depp e Brooks fecharam um acordo provisório poucas semanas antes de irem a um julgamento civil em Los Angeles, nos Estados Unidos, marcado para 25 de julho. Segundo a publicação, a juíza Holly J. Fujie decidiu adiar o julgamento até 5 de janeiro do próximo ano. A revista não informa detalhes envolvendo o acordo, diz apenas que Depp deve cumprir sua parte para ter o caso arquivado.

Em documentos judiciais, o gerente da locação relatou que a discussão com Johnny Depp teria acontecido no dia 13 de abril de 2017. O astro teria se irritado quando Brooks avisou que ele só teria mais uma chance de filmar uma cena do filme “City of Lies”.

Na denúncia, Gregg conta que depois de ser atingido duas vezes na costela por Depp, o ator ainda teria dito que lhe pagaria US$ 100 mil se o deixasse dar um soco na cara. A situação teria chegado ao fim quando Johnny foi removido do set por seus guarda-costas.

Johnny Depp nos tribunais

O acordo foi firmado dois meses após o veredito do julgamento de difamação de Johnny Depp contra a ex-esposa, Amber Heard. Após sete semanas de depoimentos e deliberações de quase quatro dias, o corpo do júri deu a sentença para os artistas.

O astro de "Piratas do Caribe" pedia US$ 50 milhões por danos, devido a um artigo de Amber Heard sobre violência doméstica publicado no "Washington Post" em 2018. No entanto, ficou decidido que ele receberá US$ 15 milhões de Heard, mas também terá que pagar U$ 2 milhões à atriz de "Aquaman".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos