Johnny Depp deve acusar Amber Heard de espalhar fezes na sua cama

·4 min de leitura
US actor Johnny Depp testifies during his defamation trial in the Fairfax County Circuit Courthouse in Fairfax, Virginia, on April 19, 2022. - Depp is suing ex-wife Amber Heard for libel after she wrote an op-ed piece in The Washington Post in 2018 referring to herself as a public figure representing domestic abuse. (Photo by JIM WATSON / POOL / AFP) (Photo by JIM WATSON/POOL/AFP via Getty Images)
Johnny Depp presta depoimento em processo que move contra a ex-esposa Amber Heard nesta terça-feira (19) (Foto: JIM WATSON/POOL/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia:

  • Johnny Depp presta primeiro depoimento em julgamento em que o coloca novamente contra Amber Heard

  • Astro diz que ex-esposa teria espalhado fezes em sua cama após um desentendimento

  • Atriz o acusa de violência doméstica; ele pede indenização na Justiça por difamação

Johnny Depp prestou o primeiro depoimento contra a ex-esposa Amber Heard em julgamento no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, nesta terça-feira (19). De acordo com o portal TMZ, o ator negou que agrediu a atriz ou qualquer outra mulher na vida. Aproveitando o assunto, o site ainda descreveu um episódio escatológico envolvendo o casal que deverá ser citado pelo ator no processo.

Segundo informações reveladas pelo próprio Depp no processo que moveu contra o jornal The Sun, ele encontrou, quando ainda era casado com Amber Heard, a sua cama cheia de fezes após um desentendimento com ela. O incidente teria acontecido em 22 de abril de 2016. Na data, Amber festejava seu aniversário em sua cobertura no centro de Los Angeles, nos Estados Unidos. Ela teria ficado enfurecida após o ator e seu então marido chegar atrasado no evento e não querer confraternizar com os seus convidados.

Depois de sair da cerimônia com uma garrafa de vinho na mão, Depp teria sido surpreendido no dia seguinte por uma estranha ligação. Segundo ele, a governanta da sua casa o avisou por telefone que haviam fezes debaixo de cobertas em sua cama. O ator julgou pelo tamanho do cocô que ele fosse de Amber ou de algum amigo dela.

Segundo o TMZ, Depp revelou em seu depoimento que segue na Justiça contra Amber Heard por causa dos seus filhos, que são questionados frequentemente sobre as acusações contra ele. O ator pede US$ 50 milhões de indenização por difamação após ela dizer que foi vítima de violência doméstica em um artigo do The Washington Post, publicado em 2018.

Julgamento anterior

O primeiro julgamento, realizado no Reino Unido em 2020, colocou Johnny Depp contra o jornal The Sun. O ator perdeu o processo para o jornal, mas a impressão para a opinião pública foi que ele levou a pior contra a ex-esposa. Amber Heard foi uma das testemunhas de defesa do veículo jornalístico e fez diversas acusações contra o ex-marido.

Os depoimentos foram péssimos para Depp. Além de ser obrigado a admitir que é viciado em drogas, ele foi flagrado desmaiado em fotos tiradas por Amber e teve conversas com Paul Bettany, o Visão do Universo Cinematográfico Marvel, divulgadas. Nos registros, ele falava em torturar, estuprar e matar sua então esposa. Na defensiva, chegou a admitir ter dado uma "cabeçada sem querer" na atriz.

Com isso, um juiz britânico afirmou que a "grande maioria" das acusações de abuso de Amber poderia ser provada pelo "padrão civil" - na prática, ele disse que é mais provável que o abuso tenha ocorrido que o contrário e, por isso, se posicionou a favor da editora News Group Newspapers Ltd, responsável pelo The Sun.

Com a repercussão negativa do caso, o astro perdeu o emprego na saga "Animais Fantásticos", inspirada nos livros de J.K. Rowling, e até mesmo o seu papel icônico de Jack Sparrow em "Piratas do Caribe". Em crise financeira, ele tem pensado até em se desfazer de alguns imóveis.

O novo avanço judicial de Johnny Depp

Johnny Depp, Amber Heard e Elon Musk deverão ser vistos no julgamento realizado na Virgínia (Fotos: Getty Images)
Johnny Depp, Amber Heard e Elon Musk deverão ser vistos no julgamento realizado na Virgínia (Fotos: Getty Images)

Johnny Depp está processando Amber Heard por danos morais. O julgamento não será por acaso na Virgínia, estado onde o Washington Post é impresso nacionalmente e tem uma versão mais maleável da lei Anti-SLAPP (Ações Estratégicas Contra a Participação Pública). Por lá, pedidos de indenização por danos morais costumam ter mais sucesso na Justiça.

As sessões deverão ter muitos famosos, a exemplo de Elon Musk. Depp suspeita que o CEO da Tesla e da SpaceX seja o pai da filha de Amber. Em outras oportunidades, o ator acusou a ex-esposa de manter uma relação a três com a modelo Cara Delevingne e o CEO da Tesla e da SpaceX quando ainda estava casada com ele.

James Franco deverá falar como testemunha de defesa de Amber Heard. A atriz diz que chegou a mostrar os hematomas das agressões que sofria de Johnny Depp em casa para o ator. Do lado de Johnny Depp, Paul Bettany irá defender o ator e provavelmente terá que se explicar sobre as conversas comprometedoras que teve com o amigo no período da separação.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos