Johnny Depp ataca Amber Heard em letras de novo álbum de Jeff Beck

***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 24.09.2015 - O guitarrista da banda Hollyhood Vampires Johnny Depp durante show no Rock in Rio. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 24.09.2015 - O guitarrista da banda Hollyhood Vampires Johnny Depp durante show no Rock in Rio. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Johnny Depp atacou sua ex-mulher Amber Heard em faixas de um novo álbum gravado com o guitarrista Jeff Beck, segundo o site americano TMZ.

O álbum "18" tem 13 faixas, das quais duas teriam sido escritas pelo ator. O lançamento está previsto para a próxima sexta-feira, mas composições vazadas mostram Depp cantando trechos que, embora não citem Heard nominalmente, podem remeter à atriz, como "se eu tivesse um centavo, não chegaria a sua mão".

Em junho, o ator venceu uma ação judicial que moveu por difamação e deve receber uma indenização de US$ 15 milhões, cerca de R$ 71 milhões, da ex-mulher, que tenta recorrer na Justiça. Em decorrência de alegações feitas pelos advogados de Depp, Heard também deve receber US$ 2 milhões, cerca de R$ 9,6 milhões.

O anúncio de "18" ocorreu dias após o fim do julgamento. Na data prevista para o lançamento do disco, Beck e o ator vão se apresentar no Festival de Jazz de Montreux, na Suíça. A dupla está em turnê pela Europa.

Johnny Depp, ainda em junho, também anunciou o retorno aos palcos de sua banda, The Hollywood Vampires, com Joe Perry, Alice Cooper e Tommy Henriksen. Com ingressos à venda, o grupo fará turnês pela Europa no ano que vem, em países como Alemanha e Luxemburgo.

Após a batalha judicial contra Heard, Depp lançou uma música em parceria com o guitarrista Beck, cujo refrão diz "eu não acredito, eu não posso acreditar, eu não vou acreditar mais nos humanos".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos