Jill Biden presta homenagem à rainha Elizabeth e lembra devoção da monarca ao príncipe Philip

Jill Biden prestou homenagem à rainha Elizabeth lembrando a devoção da monarca ao seu falecido marido, o príncipe Philip. credit:Bang Showbiz
Jill Biden prestou homenagem à rainha Elizabeth lembrando a devoção da monarca ao seu falecido marido, o príncipe Philip. credit:Bang Showbiz

Jill Biden prestou homenagem à rainha Elizabeth lembrando a devoção da monarca ao seu falecido marido, o príncipe Philip.

A primeira-dama dos Estados Unidos, de 71 anos, também recordou que a rainha serviu chá a ela e seu marido, Joe Biden, em 2021, no Castelo de Windsor.

Jill contou ao Today sobre a visita à Inglaterra para conhecer a rainha: "Ela serviu chá e Joe e eu dissemos: 'Ah, deixe-nos ajudá-la'", ao que a rainha respondeu: “Não. Vocês sentam aí e eu pego o chá. Ela nos deixou à vontade. Ela tinha tanta curiosidade. Ela queria saber tudo sobre a política americana, o que estava acontecendo”, ela acrescentou.

“Nós fomos até a sala dela e nos disseram: 'Não fale sobre família'. A primeira coisa que ela começa a falar é sobre a família”, disse Jill.

“O príncipe Philip tinha acabado de morrer e acho que ela conhece Joe, acho que ela só queria falar sobre o marido”, ela continuou.

Jill contou qual era sua coisa favorita sobre Elizabeth II: “O que eu amava nela era que ela era realmente independente”.

Após a morte da rainha na semana passada, Jill e Joe disseram em um comunicado que a chefe de Estado do Reino Unido era "mais do que uma monarca", pois "definiu uma era".

"Ficamos honrados por ela ter nos oferecido sua hospitalidade em junho de 2021 durante nossa primeira viagem ao exterior como presidente e primeira-dama, onde ela nos encantou com sua inteligência, nos comoveu com sua gentileza e generosamente compartilhou conosco sua sabedoria. A rainha Elizabeth II foi uma estadista de dignidade e constância incomparáveis que aprofundou a aliança fundamental entre o Reino Unido e os Estados Unidos. Ela ajudou a tornar nosso relacionamento especial”, continuava o texto. “Em um mundo em constante mudança, ela era uma presença constante e uma fonte de conforto e orgulho para gerações de britânicos, incluindo muitos que nunca conheceram seu país sem ela”.

O casal, que conheceu a rainha em 1982, deve estar em seu funeral na próxima segunda-feira (19), em Londres.