Jessika Alves reflete sobre machismo: “Mulher só pode ter instinto maternal"

Amanda Serra
·2 minuto de leitura

Na segunda parte do Yahoo Entrevista desta semana, a atriz Jessika Alves fala sobre os diversos abusos que nós mulheres sofremos diariamente. E importante, manas, a culpa nunca será nossa, tá?

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Sabe aquela coisa de um beijo à força que você não sabe como reagir, que te pega num lugar assim que que não tinha nada a ver, situações completamente desagradáveis em que você queria fugir dali, queria ou então gritar mas você não consegue porque tem várias outras coisas por trás de como eu vou provar isso. Acho que todos nós já sofremos. Até quando a gente acha que não sofreu… algo que a gente não percebeu ou até que a gente deixou passar, se fingiu de boba, mas aquilo é um tipo de abuso, diz a atriz, que alerta ainda para as manipulações tão comuns, mas muitas vezes dúbias.

Leia também

Jessika ainda comentou sobre como a sociedade poda qualquer instinto da mulher que não seja o "bela, recatada e do lar".

O que eu sinto é que a nossa sociedade poda muito mais os instintos femininos. Para a gente só é permitido ter o instinto maternal

"A sensualidade vem de dentro é isso, sabe, é você estar em contato com seu corpo, com seu prazer, você se entender. Nunca tive essa questão com a masturbação porque sempre tive um diálogo muito aberto em casa, então tudo que eu queria saber a minha mãe me respondia e ela não respondia com algo que era que era ruim, ela me explicava de uma forma normal, porque isso é uma coisa normal. Isso vem muito da Educação sexual tanto em casa quanto nas escolas a gente precisa falar sobre isso ", afirma.

Confira o papo completo acima. Abaixo a primeira parte do papo com Jessika

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube