Jessie J no Rock in Rio vai de piadinhas à enxurrada de mensagens de autoajuda

***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 28.09.2019 - Show da cantora Jessie J na edição de 2019 do Rock in Rio. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 28.09.2019 - Show da cantora Jessie J na edição de 2019 do Rock in Rio. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Com um macacão amarelo radiante, Jessie J encerrou as apresentações do palco Sunset do Rock in Rio nesta quinta-feira e fez um show animado, cheio de conversas descontraídas e otimistas.

Após saudar a plateia com "Do It Like a Dude", de 2011, a britânica disse que seu corpo já estava acordado e sua voz aquecida para, enfim, começar de vez. Aproveitando a brecha de risadas, ela brincou sobre a maneira como o público deveria se comportar durante a apresentação e incentivou que curtissem cada detalhe, das luzes do palco à setlist que mescla pop, soul e R&B.

A cantora perguntou à plateia quem ali havia ido a algum dos outros três shows que já fez no Brasil e comemorou entre risos "as 20 mãos levantadas".

Como fez nas edições passadas, Jessie J entregou um show com um vocal brilhante, várias piadinhas e uma enxurrada de discursos de autoajuda, além de ter atravessado temas como relacionamento abusivo e identidade de gênero.

Um dos momentos mais emocionantes do show foi em "Who You Are", quando ela estimulou os fãs a criarem o hábito de se encararem diante do espelho para ver algo mais do que apenas seus corpos.

"Fechem seus olhos. Quero ver vocês se amando", afirmou, ao pedir à produção para diminuir as luzes do palco para que ela enxergasse os rostos da multidão à frente.

Outro ponto alto foi em "Flashlight", que a cantora dedicou, emocionada, a pessoas que já morreram e "estão no céu".

Além de hits de sua autoria, como "Bang Bang" e "Price Tag", a britânica ainda cantou "Get Up I Feel Like Being a Sex Machine", de James Brown.

O show terminou com "Domino", numa festança só ao lado dos instrumentistas da banda. Foi a deixa para que ela erguesse a bandeira do Brasil e agradecesse aos fãs em português.