Jennifer Lawrence revela ter sofrido dois abortos antes de ter primeiro filho

Jennifer Lawrence sobre abortos credit:Bang Showbiz
Jennifer Lawrence sobre abortos credit:Bang Showbiz

Jennifer Lawrence revelou ter sofrido dois abortos espontâneos antes de dar à luz seu primeiro filho.

Dona de um Oscar, a aclamada atriz, 32, abriu o coração em uma entrevista para a edição de outubro da revista 'Vogue'. No bate-papo com a publicação, Jennifer disse que enfrentou seu primeiro aborto espontâneo "aos 20 e poucos anos", porém esclareceu que tinha total intenção de interromper a gravidez antes sofrer a perda gestacional naturalmente.

Anos mais tarde, em 2021, já casada com o atual marido, Cooke Maroney, e desejando ser mãe, a beldade sofreu seu segundo aborto, e precisou passar por uma curatagem para retirar os restos placentários de seu útero.

Apesar das vivências dolorosas, a estrela afirmou que acha difícil aceitar mulheres jovens com "opções limitadas" sendo forçadas a levar gravidezes indesejadas adiante.

"Lembro-me de refletir um milhão de vezes sobre isso enquanto estava grávida. De pensar nas coisas que estavam acontecendo com meu corpo. E tive uma gravidez bastante tranquila. Tive uma gestação muito feliz. Ainda assim, cada segundo da minha vida era diferente. E às vezes me ocorria: 'E se eu tivesse sido forçada a passar por isso?'”.

Ainda na convera, a estrela anunciou - após meses de mistério -, o nome e o sexo de seu primeiro bebê: um menininho chamado Cy, ao qual deu as boas-vindas em fevereiro deste ano.

A escolha foi em homenagem ao pintor americano Cy Twombly, um dos artistas favoritos de seu marido, o qual é curador de arte.

"Lembro-me de estar com uma das minhas melhores amigas aos nove meses de gravidez e dizer: 'Todo mundo está me dizendo que vou amar meu bebê mais do que meu gato. Mas isso não é verdade. Talvez eu o ame tanto quanto meu gato'. Na manhã seguinte ao meu parto, senti como se minha vida inteira tivesse recomeçado. Tipo, aquele era o primeiro dia da minha vida. Eu apenas aceitei. Eu estava tão apaixonada! Eu também me encantei por todos os bebês em todos os lugares. Os recém-nascidos são incríveis! Eles são esses pequenos sobreviventes rosados, inchados e frágeis. Agora eu amo todos os bebês. Agora eu ouço um bebê chorando em um restaurante e eu fico tipo: 'Awww, que coisa mais preciosa'."