Jão revela que "Idiota" quase não foi lançada: "Ela tava escr*ta"

Jão no clipe
Jão no clipe "Idiota". Foto: Divulgação

Resumo da notícia:

  • Jão revela que viral "Idiota" quase não foi lançada: "Ela tava escr*ta"

  • Versão original da canção foi reprovada pelos amigos do cantor

  • Ele mudou toda a letra e manteve apenas o refrão, que já fazia parte da música

Jão é um dos nomes mais ouvidos do Brasil nas últimas semanas com o hit "Idiota", que chegou a se tornar a música pop mais tocada no Spotify recentemente, desbancando "Boys Don't Cry", da Anitta. Mas você sabia que o single quase não foi lançado pelo cantor paulista?

Em entrevista ao podcast "PodDelas", de Tata Estanieck e Boo Unzueta, o artista de 27 anos confessou que a primeira versão da música que virou trend no TikTok e vem bombando nas redes sociais não foi aceita de imediato.

"Ela era completamente diferente, só tinha o trecho 'Eu vou te amar como um idiota ama' do refrão. O resto a gente [equipe] mudou ela inteira", declarou Jão, que foi questionado por Tata na sequência sobre a mudança. "O começo do refrão era muito bom, a gente sabia que ela podia ser uma música muito legal, mas ela tava escr*ta...Tava chata", explicou ao contar que agora ama a letra atual.

Na sequência, Jão revelou que "Idiota" quase não fez parte do álbum "Pirata", lançado em outubro de 2021, e foi a última faixa a ficar pronta. "Ela quase saiu do disco...Mas em um momento bem anterior", relatou.

"A gente faz umas audições com nossos amigos às vezes. Não estávamos nos vendo muito, porque estava bem intensa a pandemia. E aí a gente abriu uns Zooms e eu estava fazendo disco e eu ia mostrando", contou o artista ao explicar que gostar de ter uma visão fresca sobre as músicas.

"Eu tinha muita fé em Idiota, mesmo não sendo como ela é hoje. Aí a gente mostrou e pediu para eles votarem. E Idiota foi a penúltima ou última na votação na versão antiga. Mas já fiquei um pouco chateado, porque eu esperava que ela fosse a música que todo ia falar 'Nossa'", completou Jão.

No entanto, o cantor não se deixou levar pela reprovação da música e insistiu na produção do que virar seu maior hit da carreira. "Aí eu tinha muita crença na música e a gente falou 'a gente tem que dar um jeito dela ficar da melhor forma que ela pode ser''. Ela foi a que mais demorou, foi a última do disco", concluiu. Confira:

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.