Janja recebe convite para ser madrinha da Imperatriz Leopoldinense no Carnaval

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 01.01.2023 - O presidente Lula e a primeira-dama do país, Janja. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 01.01.2023 - O presidente Lula e a primeira-dama do país, Janja. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A escola carioca Imperatriz Leopoldinense, oito vezes campeã do Carnaval do Rio, convidou a primeira-dama, Janja, para ser madrinha da Velha Guarda da agremiação no desfile de 2023. O convite foi feito após Janja e a própria escola receberem críticas da youtuber Antonia Fontenelle pelas redes sociais.

Pelos stories, Antonia comentava a posse de Lula (PT). Em determinado momento, resolveu falar mal da roupa usada por Janja. Só que, para isso, fez uma comparação do look com a escola de samba carioca.

"É isso. Isso aqui é a Velha Guarda da Imperatriz Leopoldinense. Escola apática, não fede nem cheira. É a Imperatriz Leopoldinense. Nem é a Velha Guarda da Mangueira, da Mocidade ou da Grande Rio. Só por Deus", disse a youtuber.

Os ataques motivaram uma série de respostas não só da Imperatriz, mas de outras agremiações como Salgueiro, Unidos da Tijuca e Mocidade. "Os ataques infundados de quem desconhece a história do Carnaval atingem não somente a nossa Agremiação, mas, sobretudo, nossa comunidade, torcedores, componentes e, consequentemente, todo o mundo do samba", postou a Imperatriz.

"Após os ataques à primeira-dama do Brasil e à nossa Agremiação, convidamos publicamente a querida Janja para desfilar como madrinha de nossa galeria da Velha Guarda no Carnaval de 2023", concluiu.

Janja ainda não havia respondido se aceitaria o convite. Já Antonia, procurada, não comentou a respeito do caso.