Janja rebate críticas machistas dias após fala polêmica de jornalista: 'Sou uma pessoa que não fica sentada'

Janja da Silva, futura primeira-dama do Brasil, falou abertamente sobre as críticas que recebeu por membros da campanha do PT durante o período eleitoral. Casada com Luís Inácio Lula da Silva há seis meses, a participação ativa da socióloga na corrida presidencial gerou incômodo em diversas esferas, que criticaram a influência dela em decisões e, também, a proteção ao marido.

Em entrevista ao Fantástico deste domingo (13), Janja afirma que não se incomodou com estas críticas. "A opinião que importava pra mim nesse momento da campanha era do meu marido. Se era importante para ele eu estar fazendo algumas coisas e estar do lado dele. E eu trouxe para mim esse papel de cuidar mesmo dele, de preservá-lo. Até segurança", contou.

Questionada pela jornalista Maju Coutinho, Janja concordou que essas críticas carregam machismo e ciúmes. "Houve machismo porque talvez a figura do Lula por si só se bastasse. E agora tem uma mulher do lado dele, não que complemente, mas que soma com ele em algumas coisas, entendeu? Então hoje, acho importante olhar pra ele, olha pra ele e também estar me vendo. Isso não acontecia antes. Só olhava para ele. E hoje ele tem um complemento, uma soma, que sou eu. E não é porque eu estou do lado dele. É porque eu sou essa pessoa. Eu sou uma pessoa que é propositiva. Que não fica sentada. Que vai e faz", frisou.

JANJA RECEBEU APOIO NA WEB APÓS COMENTÁRIOS...

Veja mais


Veja também

Sertanejo Cristiano reage à fala polêmica de Ludmilla e cantora rebate: 'Qual é a parte que eu menti?'
Fernando Zor não escapa das críticas da própria filha após recentes polêmicas: 'Amo meu pai, mas...'
Eliezer rebate crítica de Isabella Scherer por não morar com Viih Tube após anúncio da gravidez